Transmutation News – July 2021 – Portuguese

Notícias de Transmutação: Julho de 2021   

transmutation news may 2014 1200x630Finalmente vou fazer a sabática que tento fazer há anos. Estarei ausente em julho e agosto para regenerar e para passar tempo na natureza. Vou estar sem internet durante estes dois meses.

Não irei responder a e-mails nem estarei no Facebook. Sei que o nosso grupo “Shamans are Gardeners of Energy” irá continuar a inspirar o nosso círculo. A energia positiva que estamos a criar também impacta enormemente o coletivo.

Este mês, partilho uma história inspiradora que exigiria uma prática maior para, realmente, colocarmos o ensinamento em ação.

Há uns anos, um estudante contou-me uma história extraordinária num workshop. Foi, provavelmente, no início de 2000. Há uma livraria alternativa em Santa Fé, onde vários habitantes locais têm de ir para livros, oráculos e todo o tipo de objetos espirituais. É um local onde as pessoas vão para aceder à internet, mas também para falarem com outras pessoas que pensam de forma semelhante.

Um dia, estava um grupo de pessoas concentrado junto à caixa registadora. Uma das senhoras era uma freira Tibetana que irradiava o mais incrível amor e que tinha um sorriso que podia iluminar a vida de qualquer um, independentemente do que se estivesse a passar.

Essa senhora é uma figura conhecida de muitos de nós em Santa Fé. As pessoas na livraria sabiam que esta freira tinha sido torturada numa prisão chinesa. Quando foi libertada mudou-se para Santa Fé, onde temos população tibetana.

Alguém perguntou a esta bonita alma como é que ela conseguia ter tanta luz, amor e alegria a fluírem depois do que tinha passado.

Respondeu que começou a repetir, consecutivamente durante o dia, um mantra que a transformou. Dizia: “Obrigada por tudo. Não me queixo de nada”.

Lembro-me sempre de como esta história tocou a Kate Vasha, uma das minhas amigas e estudantes que ajudou a criar as experiências com água que estão incluídas nas minhas formações de “Medicine for the Earth and Healing with Spiritual Light”. Lembro-me de a Kate andar às voltas a repetir estas palavras de perdão tão curadoras. Tinha sempre um brilho nos olhos quando o fazia.

Qual é o vosso mantra para este mês? Que palavras podem juntar, no vosso coração, para trazer paz às vossas vidas?

Todos procuramos essa paz.

Um dos ensinamentos que partilhei na nossa página de Facebook “Shamans are Gardens of Energy” é que eu sempre tive esta visão dos praticantes de Xamanismo a avançarem para manterem o espaço e para alimentar o coletivo com amor e luz. Seria como o que chamamos de corrida de estafetas, onde todos têm a possibilidade de trabalhar e, quando necessário, têm a oportunidade de descansar.

Senti que ter uma página de Facebook como a que criei com a Sylvia é ter uma corrida de estafetas onde as pessoas vêm para inspirar e os que precisam ficam fora da página para descansar ou para serem alimentados pelas publicações.

É interessante para mim ver como houve uma excitação inicial, mas é como um grande evento em que as pessoas ficam muito cansadas. Pergunto-me o que seria se todos nos revezássemos para nos inspirarmos uns aos outros e continuássemos a encontrar novas ferramentas, novos caminhos, novos sinais. Estamos numa altura muito exaustiva e é importante que os que podem façam o seu trabalho espiritual e os que precisam de descansar tirem tempo para sonhar um novo sonho, no qual irão receber informação para os próximos passos. Até as fotos incríveis da natureza que vocês publicam nos dão um local para descansar.

A lua cheia é a 24 de julho. Vamos trazer a prática espiritual de usar o som como parte da nossa cerimónia mensal de criar uma teia humana de luz. O “om” contém todos os mantras e é o som primordial e original do criador. Trabalhem com sons, canções, sussurros.

Façam o que sentirem que ajuda a irradiarem a mais profunda luz no mundo durante este tempo.

Se são novos na nossa prática da Lua Cheia, por favor, leiam as instruções em “Creating a Web of Life” na página principal do site.

Este mês, uma das nossas incríveis professoras de www.shamanicteachers.com irá liderar uma bela viagem xamânica. A Mara Bishop trabalha comigo desde o início dos anos 90. O seu trabalho é brilhante. É uma das melhores comunicadoras que conheço e tem uma presença muito enraizada, com a qual vocês se sentem seguros. Também aprecio que ela mergulhe fundo com os seus alunos, ensinando um a um.

Espero ter feito um pequeno retrato da Mara. Ela é, realmente, uma alma muito bonita e faz um trabalho profundo. Ela já passou por algumas iniciações de vida e agora é uma Mulher Sábia.

Este mês, a Mara oferece-nos:

Cerimónia das Flores Silvestres

Nesta cerimónia, abrandamos o nosso controlo sobre quem pensamos que somos, para que possamos crescer naturalmente em quem devemos ser.

Aqui está o link do YouTube: https://youtu.be/piQ6E8eXoco

Anúncios:

Estou ATIVAMENTE a explorar a hipótese de voltar aos cursos presenciais! Aguardem! Estou a sentir tanto a falta deles como vocês!

Entretanto, há alguns cursos online que orientei ao vivo e que podem fazer ao vosso próprio ritmo. Existem vários cursos, mas aqui estão dois que podem interessar.

Cura com a Luz Espiritual

A Notícias de Transmutação baseia-se no meu livro “Medicine for the Earth: How to Heal Personal and Environmental Toxins”. Orientei este curso pelo mundo inteiro com resultados milagrosos e as pessoas receberam poderosas ferramentas para transformar e criar as energias e surfar as ondas da vida com graciosidade e facilidade neste tempo que atravessamos.

Quando estava a sentir-me a envelhecer, entrei em contacto com a Sounds True e perguntei se eles fariam um curso ao vivo comigo, para que as pessoas sempre tivessem acesso a esse trabalho incrivelmente poderoso e edificante.

E a Sounds True aceitou. Chamámos-lhe “Cura com a Luz Espiritual”. O feedback que recebi deste curso é espetacular.

Se querem experimentar o poder destes ensinamentos, a Sounds True está a oferecer uma introdução GRATUITA à primeira sessão de Healing with Spiritual Light.

https://product.soundstrue.com/healing-with-spiritual-light/gift#a_aid=5d2e32ffc1326&a_bid=6ac8b549

Para se inscreverem no workshop “Cura com a Luz Espiritual” de 8 semanas, registem-se aqui:

https://product.soundstrue.com/healing-with-spiritual-light/?sq=1#a_aid=5d2e32ffc1326&a_bid=e629fb5a

Espero que se juntem a nós neste curso de mudança de vida de 8 semanas.

A Viagem Xamânica para Orientação e Cura com Sandra Ingerman

Através de uma viagem xamânica, podem encontrar e receber orientação e cura de espíritos compassivos dos reinos invisíveis para vocês próprios e para os outros.

Se estão interessados em aprender esta habilidade poderosa, não vão querer perder um evento virtual gratuito: The Healing Power of Shamanic Journeying: How to Access Inner Guidance from Helping Spirits. Na palestra de introdução dou detalhes sobre o tratamento na perspetiva xamânica, incluindo perdas de poder, perdas de partes alma, intrusos e possessão.

Portanto, esta introdução gratuita já contém uma riqueza de informações. https://shiftnetwork.infusionsoft.com/go/sjgheg/ingerman

Se preferirem saltar a introdução e comprar o curso, este é o link: https://shiftnetwork.isrefer.com/go/sjcSI/ingerman/

Continuo a adorar trabalhar com a Renee Baribeau no nosso podcast semanal “The Shamans Cave”.

Podem subscrevê-lo aqui: www.ShamansTV.com.

Apoiem o meu trabalho, comprando ou fazendo referência aos meus livros e audios. São uma boa ajuda nestes tempos. “Shamanic Journeying A Beginner’s Guide”, “Walking in Light” e “The Book of Ceremony” têm muitas ferramentas que nos ajudam a manter no caminho!

https://www.sandraingerman.com/bookscds.html

Devido aos tempos que atravessamos, estou a partilhar workshops de professores que admiro e que respeito. Quero pôr-vos a par dessas oportunidades.

Durante estes tempos excecionais e pela necessidade de distanciamento social, os professores e praticantes que se formaram comigo estão a facilitar círculos virtuais e cursos, incluindo mais eventos nestes tempos. O link é este: https://www.shamanicteachers.com/shamanic-circles/. Também temos uma secção dos cursos online: https://www.shamanicteachers.com/online-telephone-workshops.

A professora e praticante de Xamanismo Jane Burns irá ajudar-vos a descobrir como as perspetivas xamânicas, a viagem xamânica e as capacidades transformadoras da sabedoria mística vos podem ajudar a estar entre os tempos – e até a acelerar as mudanças prescritas para que cheguem mais fácil e rapidamente com os insights que precisam para transcender os vossos desafios.

Podem registar-se aqui para “Transform Uncertainty Into Opportunity With the Wisdom of Celtic Shamanism: Approach Life’s Betwixt & Between Times With Courage, Acceptance & Intention”: https://shiftnetwork.isrefer.com/go/wcsSI/ingerman/

Copyright 2021 Sandra Ingerman. All rights reserved.
Tradução: Sofia Frazoa

 

Transmutation News – June 2021 – Portuguese

Notícias de Transmutação: Junho de 2021

Tenho estado a refletir sobre um tópico com muitas camadas. Nos últimos anos, tenho vindo a escrever várias newsletters em que o principal tema tem sido a forma como as culturas antigas cantavam a sua própria canção da criação. Este ensinamento lembra-nos como cantar a canção da criação ajudou os xamãs, os curadores e a comunidade a desmembrar doenças, assim como o que precisava de ser dissolvido. As canções foram cantadas para restabelecer a harmonia e o equilíbrio. O canto, realmente, atua como um verdadeiro encantamento que tem o poder de desmembrar, dissolver e destruir. Depois, a canção da criação foi usada para relembrar, recriar, voltar a tecer, nutrir e cantar o renascimento para a comunidade.

Os que acompanham a minha newsletter ao longo dos anos têm lido sobre o meu completo fascínio pela forma como as culturas antigas usaram a canção da criação para dissolver o que precisava de ser desmembrado e, de seguida, cantaram a canção da criação para relembrar a saúde, o equilíbrio e a harmonia que precisavam de ser refeitos na teia da vida, no coletivo, na comunidade ou no cliente.

Portanto, a música da criação foi realmente importante para as culturas xamânicas porque foi o que deu às pessoas valores e um roteiro de um modo de vida. Como vocês sabem, na maioria dos meus livros partilho sobre escreverem a vossa própria história de criação, especialmente sobre o amor que foi colocado na vossa criação. Não há nada mais transformador do que absorver em todas as vossas células o amor incondicional que vos criou.

Portanto, a questão que me surge é sobre as músicas e o poder das músicas. Se os xamãs e as culturas xamânicas usam canções e cânticos com tanto poder para criar magia e cura ou para desmembrar o que precisa de ser destruído, significa que as canções têm o poder de criar ou de destruir. Isto levou-me a pensar nas músicas que cantamos para nós ao longo do dia. O que estamos a criar através da nossa música?

Ouço as músicas que ainda amo dançar e, quando ouço as palavras do que estou a dançar, realmente começo a perguntar-me o que está a ser criado no coletivo por essa vibração. Vocês não são novos no meu trabalho, então acho que não preciso de explicar.

A minha pergunta e aquilo no qual estou a refletir é como estamos a usar atualmente a música para criar uma vida melhor para nós, para a teia da vida e para o planeta?

É uma questão interessante para viajar e refletir enquanto avançamos para o solstício, que é outra época de mudança de ciclos no planeta. O verão e o inverno são épocas fortes de criação e de desmembramento.

A 20 de junho damos as boas-vindas ao solstício, outra mudança nos ciclos na nossa Terra e nas nossas vidas.

O verão é uma época realmente forte de crescimento e de criação e pode ser uma época muito poderosa para sermos disciplinados com as palavras que usamos ao longo do dia e com os pensamentos que nos permitimos repetir. Reflitam também sobre as palavras das músicas que estão a ouvir e as músicas que cantam. Perguntem-se o que estão a criar?

No hemisfério sul, podem querer refletir sobre as músicas que estão a cantar. Elas desmembram o que precisa de ser desmembrado e destruído das vossas vidas e do coletivo?

Acredito que esta será uma prática interessante e reveladora que trará novas maneiras de ser às vossas vidas e ao mundo durante os tempos de mudança.

Cada vez mais pessoas estão a despertar para a necessidade de um estilo de vida diferente. E um modo de vida diferente incorpora como operamos física, mental, emocional e espiritualmente. E há tanto que podemos mudar se nos concentrarmos apenas nas práticas espirituais que fazemos quando nem mesmo sabemos que as estamos a praticar. Porque cada palavra, cada pensamento, cada sonho acordado que temos fazem parte da prática espiritual. Então, estamos constantemente a fazer um trabalho espiritual quando estamos no exterior, a conduzir, nos transportes públicos.

Palavras, pensamentos, sonhos acordados, cantar canções de criação ou trazer o amor incondicional refletem sobre o que tenho escrito. Façam viagens xamânicas ou meditem ou passem algum tempo na natureza e sintam se vos parece verdadeiro. Tomem algumas decisões sobre como mudarão o vosso comportamento diário.

Quando cantamos as nossas próprias canções, construímos o nosso próprio caminho e seguimos em frente.

A lua cheia é a 24 de junho. Como usamos o som na nossa cerimónia mensal de criação de uma teia humana de luz? O “Om” contém todos os mantras e é o som primordial original do criador. Trabalhem com sons ou canções. Façam o que sentirem que apoia o que permite que a vossa luz brilhe no mundo durante este tempo.

Se são novos na nossa prática da Lua Cheia, por favor, leiam as instruções em “Creating a Web of Life” na página principal do site.

Desejo a todos um lindo solstício e peço que todos nós, no nosso círculo global, cantemos uma canção de amor para a vida, para a teia da vida, para todos e para tudo o que está vivo neste planeta, para a Terra e os elementos.

Enquanto saudamos o solstício, aqui está uma gravação na qual conduzo o nosso círculo a uma sala com um altar, onde podemos fazer o nosso trabalho por muitos anos. Ouçam, vão adorar:

https://youtu.be/kgOl1NiWFAs


Anúncios:

Estou ATIVAMENTE a explorar a hipótese de voltar aos cursos presenciais! Aguardem! Estou a sentir tanto a falta deles como vocês!

Entretanto, há alguns cursos online que orientei ao vivo e que podem fazer ao vosso próprio ritmo. Existem vários cursos, mas aqui estão dois que podem interessar.

Cura com a Luz Espiritual

A Notícias de Transmutação baseia-se no meu livro “Medicine for the Earth: How to Heal Personal and Environmental Toxins”. Orientei este curso pelo mundo inteiro com resultados milagrosos e as pessoas receberam poderosas ferramentas para transformar e criar as energias e surfar as ondas da vida com graciosidade e facilidade neste tempo que atravessamos.

Quando estava a sentir-me a envelhecer, entrei em contato com a Sounds True e perguntei se eles fariam um curso ao vivo comigo, para que as pessoas sempre tivessem acesso a esse trabalho incrivelmente poderoso e edificante.

E a Sounds True aceitou. Chamámos-lhe “Cura com a Luz Espiritual”. O feedback que recebi deste curso é espetacular.

Se querem experimentar o poder destes ensinamentos, a Sounds True está a oferecer uma introdução GRATUITA à primeira sessão de Healing with Spiritual Light.

https://product.soundstrue.com/healing-with-spiritual-light/gift#a_aid=5d2e32ffc1326&a_bid=6ac8b549

Para se inscreverem no workshop “Cura com a Luz Espiritual” de 8 semanas, registem-se aqui:

https://product.soundstrue.com/healing-with-spiritual-light/?sq=1#a_aid=5d2e32ffc1326&a_bid=e629fb5a

Espero que se juntem a nós neste curso de mudança de vida de 8 semanas.

A Viagem Xamânica para Orientação e Cura com Sandra Ingerman

Através de uma viagem xamânica, podem encontrar e receber orientação e cura de espíritos compassivos dos reinos invisíveis para vocês próprios e para os outros.

Se estão interessados em aprender esta habilidade poderosa, não vão querer perder um evento virtual gratuito: The Healing Power of Shamanic Journeying: How to Access Inner Guidance from Helping Spirits. Na palestra de introdução dou detalhes sobre o tratamento na perspetiva xamânica, incluindo perdas de poder, perdas de partes alma, intrusos e possessão.

Portanto, esta introdução gratuita já contém uma riqueza de informações.

https://shiftnetwork.infusionsoft.com/go/sjgheg/ingerman

Se preferirem saltar a introdução e comprar o curso, este é o link: https://shiftnetwork.isrefer.com/go/sjcSI/ingerman/

Continuo a adorar trabalhar com a Renee Baribeau no nosso podcast semanal “The Shamans Cave”.

Podem subscrevê-lo aqui: www.ShamansTV.com.

Apoiem o meu trabalho, comprando ou fazendo referência aos meus livros e audios. São uma boa ajuda nestes tempos. “Shamanic Journeying A Beginner’s Guide”, “Walking in Light” e “The Book of Ceremony” têm muitas ferramentas que nos ajudam a manter no caminho!

https://www.sandraingerman.com/bookscds.html

Devido aos tempos que atravessamos, estou a partilhar workshops de professores que admiro e que respeito. Quero pôr-vos a par dessas oportunidades.

Durante estes tempos excecionais e pela necessidade de distanciamento social, os professores e praticantes que se formaram comigo estão a facilitar círculos virtuais e cursos, incluindo mais eventos nestes tempos. O link é este: https://www.shamanicteachers.com/shamanic-circles/. Também temos uma secção dos cursos online: https://www.shamanicteachers.com/online-telephone-workshops.

Bem sei que todos conhecem a obra de Alberto Villoldo. Mas alguns podem não saber que a mulher de Alberto, Marcela Lobos, é uma conhecida xamã no Chile. Ela deu um grande contributo ao mundo do xamanismo com o seu trabalho. É uma mulher incrivelmente compassiva que eu apoio, assim como ao trabalho que está a trazer ao mundo.

Em Awakening Your Inner Shaman: A Women’s Hero’s Quest Marcela revela os mapas oferecidos pela Roda de Cura xamânica e a jornada do herói para despertar a sabedoria interior. Ela partilha uma bússola para viver uma vida notável, não por causa do sucesso material ou externo, mas para cultivar a presença e a coragem diante dos desafios pessoais e da agitação social. A sua história, desde crescer num país devastado pela guerra até ser iniciada pelos xamãs dos Andes e se tornar uma professora e uma curandeira, oferece um contexto de carne e osso para cada etapa da jornada arquetípica do Self. Além disso, com os exemplos que dá sobre outras pessoas que cruzam os véus do normal ao extraordinário, Marcela convida-vos a um novo nível de abertura para perceber o mundo místico além das aparências.

O novo livro de Mara Bishop Shamanism for Every Day: 365 Journeys já está disponível. Para obter mais informações sobre a Mara, visite WholeSpirit.com.

Com 365 tópicos exclusivos que podem ser usados em qualquer ordem ou como meditações, Shamanism for Every Day: 365 Journeys oferece um guia inestimável para qualquer pessoa em busca de sabedoria diária, perceções espirituais e conexão com o sagrado.

A Mara é uma professora e praticante xamânica verdadeiramente talentosa que faz parte da lista shamanicteachers.com e que tem um verdadeiro dom de visão. Adoro o trabalho que faz e a forma como se comunica.

A Dra. Margaret é doutorada em psicologia e especialista em relacionamentos. É uma notável oradora, professora, educadora, consultora e artista. Apareceu em muitos programas de rádio e de televisão, incluindo o programa da Oprah. O seu trabalho ajudou milhares de pessoas a mudar as suas vidas!

Ao longo dos anos, tenho tido contato com a Margaret por e-mail. É uma das pessoas mais compassivas que conheci. Ajudou muitas pessoas a superar o trauma usando o seu próprio Processo de Vinculação interior. E agora está a ensiná-lo no seu novo webinar.

A Margaret escreveu um e-book no qual fala de temas como:

  • Confiar com segurança na intuição e tomar decisões claras sem duvidar.
  • A possibilidade de receber uma infinidade de oportunidades e de eventos sincronísticos.
  • Só permitirem à vossa volta pessoas que vos amam e adoram e vos tratam da maneira mais amorosa e respeitosa possível.
  • Vocês sentem-se apoiados em todas as áreas da vossa vida, então, independentemente do que aconteça, vocês sabem que algo melhor está a caminho.

E se todos os relacionamentos das vossas vidas pudessem estar loucamente apaixonados por vocês?

Como seria?!

Existem quatro erros principais que a Dra. Margaret vê que as pessoas cometem e que as impedem de se apaixonar perdidamente por si próprias.

Por isso que escreveu o e-book The 4 Mistakes That Block Self-Love and Relationships

Clique aqui para aceder: https://innerbondingcourse.com?afmc=8j

Copyright Sandra Ingerman 2021. All rights reserved.
Tradução: Sofia Frazoa

Transmutation News – May 2021 – Portuguese

Notícias de Transmutação: Maio de 2021

Nos últimos meses, partilhei convosco o problema que tenho tido com o bolor em casa. Depois de vários tipos de tratamento, finalmente consegui resolver o problema. E lembrei-me de uma história muito poderosa de que já me tinha esquecido.

Nos anos 80 e 90 orientei vários workshops na Costa Este, pois era uma zona onde tinha várias pessoas interessadas. Mas a minha questão era que todos os espaços onde ensinava e o quarto onde ficava enchiam-se, literalmente, de bolor negro. Quase parecia papel de parede a forrar a sala e o quarto.

Este episódio foi antes de a Medicina Integrativa se ter tornado popular. Eu tinha uma médica que se especializou em casos pouco usuais. Falei com ela sobre o meu problema com o bolor e a forma como estava a piorar. Cada vez que ia orientar woskhops, as minhas articulações ficavam tão rígidas que quase não me conseguia mexer ou andar.

Falámos de diferentes modalidades de tratamento. Nessa altura, não se sabia como lidar medicamente com o bolor. Hoje em dia, não consigo ter uma conversa sem que o tema do bolor seja abordado. É uma questão persistente na atualidade.

A minha médica contou-me uma incrível história inspiradora. Ela tinha alguns clientes com uma extrema alergia ao bolor, tal como eu. E, também como eu, nenhum deles conseguia melhorar a sua circunstância.

Então, descobriram uma igreja, penso que na Carolina do Norte, em que o tratamento era viajar até lá e aí permanecer um tempo. O tratamento, basicamente, consistia em tratar a conexão com o Pai e com a Fonte. Acreditava-se que esta doença derivava de uma desconexão com Deus, com a Fonte.

O que fariam com a pessoa com alergia a bolor era colocá-la num daqueles atrelados muito antigos, cheios de bolor preto. E era aí que a pessoa vivia todo o tempo que lá permanecesse, normalmente algumas semanas de cada vez.

Durante o dia, as pessoas podiam sentar-se na igreja e trabalhar a questão com o Pai. Sei que duas mulheres que foram para lá com a alergia ao bolor ficaram tratadas durante o tempo que estiveram na igreja.

Nunca fui lá. Nem me recordo porquê. É estranho, pois estou sempre interessada em tratamentos. Gostaria de ter ido testemunhar este trabalho fenomenal. Não havia abuso. As pessoas eram tratadas com amor e ficavam curadas enquanto lá estavam.

A razão pela qual escrevo sobre isto é porque se enquadra em alguns dos nossos sistemas de crenças. De momento, há tantas doenças estranhas que as pessoas enfrentam no planeta. É extraordinário. Não há respostas e os médicos famosos só falam em teoria, sem grande sustentação.

Estamos a entrar em tempos novos. Entrámos numa época de mudança de consciência. Neste tempo, os nossos corpos também mudam. Que tipos de traumas os vossos corpos atravessam enquanto vocês se desenvolvem espiritualmente e se transformam em seres diferentes? Esta é uma questão interessante a considerar.

Quero que compreendamos que, apesar de cada doença ter várias camadas, há causas físicas, emocionais e espirituais. Mas também há mais opções de tratamento disponíveis. No meu caso pessoal, também tive de ir à procura de respostas para o que a medicina não conseguia ajudar. Em todo o trabalho pessoal que fiz para tentar encontrar a causa emocional da minha questão, descobri que, durante um profundo período de dor, estive desconectada de mim própria e da Fonte. E o meu trabalho tem sido o de me reconectar, como, aliás, tenho vindo a partilhar ser importante neste tempo.

Ao mudarmos de ciclos – e, de novo, os ciclos mudam muito devagar na natureza -, há muito dentro de nós que está em mudança. Precisamos de estar conectados connosco, com a teia da vida, com os espíritos auxiliares e com a Fonte. Com estas energias reconectadas, iremos permanecer a fluir enquanto continuamos a ter as lições necessárias, mas de forma mais graciosa. Todas as criaturas estão conectadas. Tendemos a olhar para a teia da vida como uma imagem de televisão fora de nós. Na realidade, temos de nos recolocar na teia da vida para nos sentirmos perfeitamente saudáveis.

Durante este mês, olhem de que forma podem estar desconectados e de que forma necessitam de se reconectar. Quero fazer referência ao meu livro “The Book of Ceremony” (sem tradução em português) porque está cheio de cerimónias incríveis que irão ajudar-vos a reconectar com pessoas, locais e eventos que criam um ambiente saudável, permitindo o tratamento.

A lua cheia é a 26 de Maio. Vamos colocar a nossa atenção na reconexão com a nossa luz espiritual, com o nosso círculo, com a Fonte, com a teia da vida e com a Terra. E vamos inundar de energias amorosas, de beleza e de luz todas as partes deste maravilhoso planeta.

Se são novos leitores da Notícias de Transmutação, por favor, visitem “Creating A Human Web of Light” na página principal do site para mais instruções para a nossa cerimónia da lua cheia.

Para a gravação deste mês, apresento um audio que fiz com a Karen Furr. A Karen é uma incrível professora de xamanismo (www.shamanicteachers.com), adora o trabalho de transfiguração e lidera vários grupos. Neste audio, conto a história inteira da transfiguração e como iniciei este trabalho. De seguida, a Karen conduz-nos numa cerimónia de transfiguração. A razão pela qual decidi trabalhar desta forma é o facto de a minha guia Isis me ter mostrado que há diferentes qualidades de luz. Em junho, para o solstício, gostaria de explorar algumas destas diferentes qualidades de luz numa viagem xamânica ou numa cerimónia. Mas considerei que, como muitos de vocês são novos nesta newsletter e no trabalho de transfiguração, seria uma boa forma de vos trazer mais para o trabalho para que o possamos fazer em conjunto em junho.

Desejo-vos um excelente mês, celebrando ligações saudáveis e cheias de alegria.

Aqui está o link da prática de transfiguração: https://youtu.be/s-VNUmKl5Oc

Quero fazer uma referência aos anúncios. Comecei uma secção de anúncios para vos dar a conhecer os meus workshops e os meus livros quando os publicava. Essa secção expandiu-se por querer ajudar alguns professores de xamanismo que considero excelentes. Mas dei conta de que são longos e que muitos de vocês não estão interessados neles.

Escrevo isto porque a secção de anúncios é muito longa este mês. Há aulas e eventos que sinto que não deviam perder. E, normalmente, não o digo.

Mas, no futuro, irei limitar a parte dos anúncios.

Transmutation News – April 2021 – Portuguese

Notícias de Transmutação: Abril de 2021

Lembro-me de que, quando tinha cerca de sete anos, a crescer em Brooklyn, fiquei bastante perturbada com o nível de desigualdade que testemunhei. Não conseguia entender a razão de algumas pessoas poderem ter mais do que outras. Não conseguia entender a razão de algumas pessoas terem comida e outras não. E a razão de um trabalho pagar muito mais do que outro quando todos tinham de trabalhar no mesmo horário.

Então, obviamente que me debato com os problemas, com os quais nos confrontamos nas nossas vidas, num mundo superpovoado. Simplesmente não há igualdade. Há pessoas que podem ter acesso a serviços e outras que não podem, há pessoas que podem ter abrigo e comida e algumas estão a morrer de fome e a tentar encontrar um abrigo. Isto inclui todos os preciosos seres da natureza.

Há tanta divisão a acontecer agora. Tudo se tornou tão exponencialmente fora de equilíbrio que aqueles que “têm autoridade” tomam mais medidas para controlar as nossas ações e o nosso comportamento. Ao mesmo tempo, queremos a nossa própria soberania e o livre arbítrio.

Um dos amigos do meu irmão era um verdadeiro intelectual. Tivemos conversas filosóficas profundas quando eu tinha sete anos e ele tinha, provavelmente, 10 ou 11 anos. Estávamos a tentar resolver todos os problemas do mundo e a discutir as razões pelas quais não havia recursos iguais para todos.

Estou a trazer este tema à tona por causa dos problemas relacionados com as pessoas que têm tanto que nem sabem o que fazer com a sua riqueza e recursos e as outras que estão, literalmente, apenas a tentar encontrar uma refeição e um abrigo. Todos somos pessoas compassivas. Imagino que vocês também pensem sobre estas questões sociais de várias formas.

Este não é um problema novo na Terra. Parece que a divisão no planeta está agora a crescer a níveis incríveis. Podemos, realmente, observar e sentir diferentes dimensões da realidade a formarem-se como divisões sobre o clima, a saúde, a política, a raça, a espiritualidade, as vacinas… e a lista segue e aumenta.

Não escrevo sobre isto nesta newsletter por ter uma solução verdadeira de cura para os problemas de desigualdade que enfrentamos. O exemplo que podemos dar imediatamente é o da vacina. A vacina está a dividir as populações em várias classificações. E a divisão continua a crescer.

Quais são as respostas para esta necessidade dos humanos e de todos os seres da natureza de terem direitos básicos de liberdade e recursos? Com tantas pessoas, simplesmente, não estamos a receber a ajuda de que todos precisamos. Este problema faz-me perder o sono ao ver crianças e pais que lutam para encontrar uma maneira de sobreviver apenas mais um dia. Eu estive lá. Não experienciei os traumas que as pessoas do mundo inteiro enfrentam, mas não ter comida e não saber onde será o meu próximo abrigo foram coisas que tive de enfrentar muitas vezes. E sei como isto desgasta emocionalmente.

Toda a divisão, a tantos níveis, está a desgastar-nos emocionalmente ao ponto de reavaliarmos as nossas crenças, a moral, a filosofia e as nossas práticas espirituais.

Ao nível físico, podemos doar para ajudar outras pessoas que necessitem. Precisamos de ser a voz para os filhos de todas as espécies vivas que não podem falar sobre a sua necessidade de comida, abrigo, bondade, honra e respeito.

Podemos fazer atos de bondade pelos outros. A um nível espiritual, podemos mostrar honra e respeito a todos os que precisam de algum reconhecimento.

As pessoas dizem-me, constantemente, que isso não é suficiente. Mas eu vivi a experiência em primeira mão. Quando eu tinha de pedir esmola para conseguir dinheiro para comprar comida, havia uma grande diferença em como me sentiria se alguém cuspisse em mim ou se alguém me mostrasse bondade (até mesmo um sorriso ou uma palavra inspiradora e esperançosa).

A nossa atitude e o comportamento espiritual contam. Fazem a diferença.

As pessoas não podem continuar a dizer que gentileza e amor não são suficientes. São alimento para a alma! E esse amor pode manter acesa a luz de alguém por um bom tempo, especialmente quando parece muito escuro.

No meu livro “Walking in Light”, partilhei uma linda cerimónia que adoro fazer em workshops quando estamos nos centros de retiro. Mas também é uma cerimónia poderosa para fazer online. Chamo-lhe a “Cerimónia do Quarto Interior de Luz”.

Nesta viagem, vocês encontram seres amorosos sem rosto que vos levam a um Quarto Interior de Luz dentro da Terra. Existem aí milhões de pessoas a reparar os fios da teia da vida, mas fazem-no anonimamente. Ninguém pode ver a cara de ninguém. É uma bonita viagem que mostra que o que faz a diferença não é o que vocês acumularam, o quão famosos são ou que aparência têm. O único fator importante é a quantidade de amor e de luz que estão a emanar para toda a teia da vida. E a chave é não precisar de reconhecimento – apenas ter a ação certa.

Para a cerimónia gravada deste mês, estou a orientar uma versão diferente. É lindo. É uma viagem para observar todas as pessoas a caminharem à volta do mundo, elevando todos, estejam eles a sofrer ou alegres, apenas por serem uma presença de luz e amor.

Convido-vos a viajar quando quiserem experimentar este campo de energia que podemos criar de qualquer lugar e que alimenta todos os seres vivos nesta grande Terra.

Aqui está o link do You Tube: https://youtu.be/WTbhz46bnGs

Esperamos ler as vossas experiências com esta viagem na nossa nova página do Facebook Shamans Are Gardeners of Energy. Há uma pergunta para quem quiser aderir, cuja resposta é “Transfiguration”.

A lua cheia é a 27 de abril. Vamos sair das expectativas da sociedade em relação a nós e desenvolver os nossos poderes psíquicos contidos, permitindo que a nossa luz flua livremente e toque todas as formas de vida e a Terra. Este tempo no planeta chama-nos a nutrir o coletivo com amor incondicional e luz divina.

Se são novos leitores da Notícias de Transmutação, por favor, visitem “Creating A Human Web of Light” na página principal do site para mais instruções para a nossa cerimónia da lua cheia.

Transmutation News – March 2021 – Portuguese

Notícias de Transmutação: Março de 2021

Tenho partilhado que Ísis nos tem encorajado, nas viagens xamânicas, a estarmos presentes e a mantermo-nos presentes agora. Ísis continua a dizer-me que iremos perder pistas importantes e informação crucial para a nossa sobrevivência se nos concentrarmos demasiado no que pode acontecer a seguir.

Há muitos anos partilhei uma frase que penso valer a pena repetir. Se vocês não conseguirem digerir a vossa vida, não conseguirão digerir a vossa comida. Se virem as prateleiras das farmácias, as mais bem abastecidas são as de remédios para o estômago.

Quando ficamos presentes conseguimos absorver quantidades mais pequenas de vida para digerir. E isso facilita no caso de alguma pressão que poderão estar a experienciar. A vida torna-se mais simples e “mais digerível” quando aprendemos a manter-nos presentes.

Acolhemos o equinócio do outono e da primavera a 20 de março. É impressionante como um dia desaparece no outro. O tempo continua a avançar tão rápido – outra razão para nos mantermos presentes e tentarmos absorver a beleza da vida.

Gravei uma cerimónia para darmos as boas-vindas ao equinócio. O link está em baixo. Para todos os que não entendem inglês, irei escrever a cerimónia. É uma cerimónia para O Caldeirão de Luz.

Enquanto procurava instruções que já estavam escritas, folheei os meus livros “The Shaman’s Toolkit” e “Walking in Light” (sem tradução em português). Ambos estão cheios de sabedoria intemporal. “The Shaman’s Toolkit” foi escrito para um público não xamânico. Mas inclui todas as práticas de “Medicine for the Earth” (sem tradução em português) que ensino sem falar de Xamanismo. “Walking in Light” é um verdadeiro resumo do meu trabalho. Agradeço o apoio aos meus livros!

Os espíritos mostraram-me a cerimónia do Caldeirão de Luz há muitos anos. É uma forma neutra de realizar uma cerimónia com o fogo. Podem libertar para a luz uma dor antiga, uma desilusão, um trauma ou uma traição. Podem escrever uma carta ao Universo e entregá-la ao Caldeirão de Luz. Podem expressar os vossos desejos. A intenção com a qual gosto de trabalhar é a de deixar ir algo antigo e pedir ajuda sobre como trazer a bondade da vida.

Permitam que a vossa intuição vos revele os estados de consciência que gostariam que fossem tratados. Chamem um dos vossos espíritos auxiliares para vos assistir neste trabalho. E agarrem-se à intenção de viajar para um grande Caldeirão de Luz.

Qual é a vossa intenção? Sentem que têm sido atraiçoados pela vida? Quem vos desiludiu? Há pessoas a quem precisam de perdoar? Precisam de se perdoar a vocês próprios? Explorem eventos e situações de vida em que tenham sido desapontados e agora precisem de encontrar perdão no vosso coração. Que energias gostariam de limpar e transmutar?

Magoaram alguém com o vosso comportamento ou palavras? Precisam de se perdoar a vocês mesmos? O auto-perdão é extremamente importante nos tempos atuais.

Permitam ao vosso espírito interior e aos vossos espíritos auxiliares que vos revelem os estados interiores de consciência que precisam de ser examinados, reconhecidos e libertados. Esta é uma altura importante para limpar. Olhem para as conexões com as pessoas que precisam de libertar. Cortem a vossa conexão com energias coletivas que já não vos servem para que possam ser livres para surfar uma onda diferente.

Deem a vossa intenção de viajarem a um grande Caldeirão de Luz divina e a vossa intenção irá levar-vos lá. Tomem consciência das conexões que precisam de libertar, dos laços que precisam de ser cortados, traições, desilusões, a quem precisam de perdoar e as energias coletivas que precisam de deixar ir. Libertem-nas para a luz divina e transmutem o poder e a energia delas em amor.

Vocês agora estão livres das energias que vos prendem a uma energia de vida mais densa. Agora estão livres para surfarem uma onda diferente. Regressem desta viagem sentindo-se mais leves, aliviados e livres.

Desmembrar, dissolver, destruir o que já não funciona para vocês. Este é um poderoso momento para fazer um trabalho de limpeza. Durante a mudança de ciclos, é muito importante purificar e limpar.

Tragam um novo plano para a vossa paisagem interior.

Juntem-se a mim para mantermos o nosso círculo em amor e luz enquanto acolhemos a primavera no Hemisfério Norte e o outono no Hemisfério Sul.

Não nos devemos esquecer da nossa cerimónia da lua cheia em “Creating a Human Web of Light”.

A lua cheia é a 28 de março. Vamos sair das velhas bolhas que mantêm o nosso poder psíquico contido, tocando todas as formas de vida e a Terra. Este tempo no planeta chama-nos para nutrir o coletivo com amor incondicional e luz divina.

Se são novos leitores da Notícias de Transmutação, por favor, visitem “Creating A Human Web of Light” na página principal do site para mais instruções para a nossa cerimónia da lua cheia.

Feliz equinócio!

Aqui está o link para ver a cerimónia de equinócio para o Caldeirão de Luz:

Transmutation News – February 2021 – Portuguese

Notícias de Transmutação: Fevereiro de 2021

Tenho estado num intenso processo de cura há quase 6 anos. Comecei a receber trabalho xamânico de cura. E recorri a vários praticantes de xamanismo. Nenhum dos sítios onde fui tinha uma solução. Sempre soube que a verdadeira cura estava dentro de mim, como tenho vindo a ensinar na Notícias de Transmutação, nos últimos 20 anos.

Na nossa cultura, assim que nos começamos a sentir doentes, procuramos imediatamente ajuda nos outros. Pensamos que os outros têm a solução para o que nos está a impactar, em vez de viajarmos profundamente dentro de nós, às profundezas da nossa alma, onde o nosso corpo nos pode dizer exatamente o que se passa, o que está desequilibrado e o que precisamos para a nossa cura.

Mas, tal como eu, muitos de nós são bastante teimosos e, apesar de sentir que os sinais me levavam a virar para dentro, foi mais fácil procurar uma solução no exterior. Depois, tudo mudou naturalmente com o meu processo. Durante cinco anos, nas horas mais profundas da noite, quando os xamãs fazem o seu trabalho mais poderoso, viajei e trabalhei com os meus espíritos auxiliares. O trabalho era identificar as questões no meu passado e no presente que ainda me atormentavam, levando a que o meu corpo se contorcesse com dores.

Continuei a desatar a dor do meu corpo durante cinco anos. A sensação foi, realmente, incível. Posso dizer que foi um tempo de grande sofrimento para mim, mas as lições foram incríveis e aprendi imenso sobre mim, sobre os outros, sobre a vida e a teia da vida e sobre os ciclos da natureza. Os ciclos da natureza, na realidade, deram-me as maiores pistas para encontrar o meu tratamento.

Fui ainda mais fundo em dezembro e foquei-me em tentar criar à minha volta a maior quietude possível. Foi muito difícil porque as pessoas estão habituadas a enviar-me emails e a perguntar-me como estou, assim como a pedir-me ajuda. Mas eu precisei mesmo de silêncio completo. Precisei de encontrar uma forma de sair do Facebook e do email. Posso dizer que não o fiz da forma mais graciosa, mas fi-lo e tive a quietude de que precisava.

Ao atingir a quietude de que precisava, o meu corpo e os espíritos auxiliares começaram a falar comigo, direcionando-me sem parar, passo a passo, para onde eu precisava de ir. Precisava, realmente, de deixar ir o meu passado. O meu passado tornou-se um dos meus fardos, que estava a ser muito pesado para carregar e a impedir-me de avançar. Esqueci-me da maior parte do meu passado. Questões que se tinham moldado à minha personalidade não me servem mais e estavam a prender-me lá atrás. Fiz uma série de cerimónias de libertação.

Descobri que a chave no meu tratamento era olhar para o passado, não ficando presa a ele, e estando também disposta a avançar. Quando fiquei disponível para me afastar do passado, encontrei-me a sair do trilho. E, honestamente, posso dizer que já não vejo o meu caminho de regresso à velha maneira de ser. Parece que estou a entrar numa nova vida. Mas não me consigo envolver nessa nova vida enquanto não me afastar completamente do meu passado e lhe disser adeus.

Partilho isto porque estamos, lentamente, a mover-nos para um novo paradigma, mas não podemos levar connosco o nosso passado. Não há forma de entrarmos numa nova vida de Liberdade e numa vida cheia de amor e de luz enquanto carregamos amargura aos ombros e o fardo das traições e feridas do passado.

Imaginem-se a escalar uma montanha. Quando os caminhos ficam muito íngremes vocês têm de largar a carga pesada. Quando chegarem ao topo, não vão acreditar que estavam dispostos a carregar tanta coisa convosco durante tanto tempo. Poderiam ter aproveitado a viagem e o cenário se não carregassem tanto peso.

Estive 5 anos a lidar com isto. Sei que muitos de vocês têm estado focados em trabalhar todos os níveis espiritual, emocional e fisicamente. Se estão entusiasmados com as novas oportunidades a que chegámos, a única forma de entrar numa nova dimensão de realidade é largar os fardos do passado que vos estão a manter numa velha bolha.

A lua cheia é a 27 de fevereiro. Vamos sair das nossas bolhas que mantêm contido o nosso poder psíquico e vamos permitir que a nossa luz flua livremente, tocando todas as forma de vida e a própria Terra.

Se são novos leitores da Notícias de Transformação, por favor, visitem “Creating A Human Web of Light” na página principal do site para mais instruções para a nossa cerimónia da lua cheia.

Espero que gostem da cerimónia que gravei este mês. Os novos leitores desta newsletter ficam a saber que agora gravo uma cerimónia mensalmente. E temos uma página de Facebook: Shamans Are Gardeners of Energy. Quem se quiser juntar deve colocar a password “Transfiguration”.

Aqui está o link para a bonita cerimónia deste mês. Obrigada, Sylvia Edwards, por gravares este video para nós. Juntem-se!!

Transmutation News – January 2021 – Portuguese

Notícias de Transmutação: Janeiro de 2021

Bem-vindos a 2021!

Tenho recebido várias mensagens maravilhosas de Ísis que gostaria de partilhar nesta newsletter.

Em primeiro lugar, já há algum tempo, os espíritos começaram a partilhar comigo um estado de consciência que está a crescer na comunidade espiritual. Dizem que temos de ser realmente cuidadosos com o facto de estarmos a entrar num estado de hipervigilância psíquica.

Todos sabemos o que é a hipervigilância. Qualquer pessoa que tenha crescido com trauma – que é a maior parte de nós – aprendeu a ser hipervigilante para tentar, constantemente, entrar em sintonia com o que a rodeava e sentir segurança. Foi-me dito que o que está a acontecer agora é que as pessoas estão a tentar usar as suas práticas espirituais para entrar num estado de vigilância psíquica e adivinhar o que vai acontecer a seguir.

Os espíritos dizem que a grande questão é aprender a ficar no presente e a focar exatamente no que está a acontecer, parando de olhar para o passado e para o futuro. Ao fazermos isto, ao pararmos de ouvir as vozes exteriores e ao ouvirmos a nossa voz interior, seremos guiados nos nossos próximos passos em tudo o que precisarmos. O objetivo é seguirmos em frente para criar saúde para nós e para o ambiente no qual vivemos.

Ísis partilhou que temos elevado a consciência de forma muito bonita. As pessoas estão a despertar no mundo inteiro devido à iniciação pela qual temos passado. Mas temos de entender que estamos num ciclo e que todos os ciclos têm de se completar antes de um novo ciclo começar.

Ísis partilhou comigo que as pessoas têm mudado a consciência e isto precisa de conduzir a uma nova ordem, que é harmoniosa. Mas as ordens do mundo levam mais tempo a criar.

A metáfora que Ísis partilhou comigo é que o que está a acontecer agora é como conduzir na autoestrada, com várias faixas que se cruzam e em que os carros colidem. Ela disse-me que as pessoas estão a tentar apreender mentalmente muita informação espiritual e não estão a trabalhar no nível adequado. Ou seja, espiritualmente e energeticamente.

Segundo Ísis, isto está a acontecer à medida que fazemos muito trabalho espiritual que nos coloca em transição. Há uma abertura devido ao caos que se criou e que permite que qualquer força entre neste momento. Por isso mesmo, devemos evitar dispersar as nossas energias espirituais, que enfraquecem quando tentamos aprender demasiados métodos espirituais e não mergulhamos no trabalho. Estamos a tentar forçar a transformação que irá acontecer no seu devido tempo. Não há sentido de ordem nos humanos neste momento.

É necessária mais concentração do que uma quantidade de pessoas na comunidade espiritual tem a capacidade de ter. Permitimo-nos estar muito distraídos por tudo o que acontece no mundo exterior. Se não entrarmos num estado de hipervigilância psíquica, podemos viajar interiormente de forma muito profunda. É aí que estão todas as respostas que precisamos para fechar o ciclo. Mas devemos deixar ir as distrações do mundo exterior para fazermos o trabalho profundo que nos é exigido.

Ísis diz que a espécie humana é, na realidade, muito nova neste planeta. Mas, ainda assim, sentimos que somos soberanos sobre a Terra e sobre todas as formas de vida. Ísis diz que, na realidade, não ganhámos o direito de domínio porque não estamos aqui há tempo suficiente. E diz-nos que, para criarmos a ordem que é necessária para trazer de novo a harmonia ao planeta, temos de trabalhar com a comunidade e com o princípio feminino que Ísis tem vindo a partilhar comigo há cerca de 20 anos e que consiste no facto de que o que importa não é o que fazemos no mundo, mas em quem nos tornamos.

Ísis também nos diz que as questões que agora enfrentamos se devem ao domínio masculino.

Estamos demasiado presos no nosso ego e na nossa mente em vez de nos rendermos ao poder do Espírito. O poder do Espírito irá guiar-nos para que terminemos este próximo ciclo. Mas Ísis disse-me que a espécie humana está, realmente, a enfrentar a sua morte e quando uma pessoa no planeta começa a enfrentar a sua morte, os espíritos começam a inundá-la com amor. É o que está a acontecer atualmente no planeta. As forças espirituais estão a surgir para nos inundarem com muito amor.

Este amor, claro, é “a cura”. Agora mesmo, precisamos de receber este amor e de entrar profundamente dentro de nós para fazermos o nosso trabalho de transformação. Devemos observar como a Natureza está sempre numa ordem perfeita. Os humanos têm mais a aprender com a Natureza do que tentar salvá-la.

Ísis disse-me que o desejo de tratar o planeta não é no que nos devemos focar agora. A Terra tem passado por alterações climáticas profundas desde o início do seu nascimento. O que estamos a experienciar agora não é diferente do que tem sido experienciado ao longo da História. Só que os seres humanos decidiram que estão evoluídos o suficiente para saber o que seria melhor para outras formas de vida, para a Terra e para cada pessoa. Neste momento, devemos virar a nossa atenção para a Natureza. A Natureza tem uma ordem perfeita e os humanos criaram o caos que tem conduzido a uma falta de ordem. Essa ordem é exigida nos próximos estágios de evolução.

Ísis disse-me que este caos está a ser criado por pessoas que fazem práticas para acalmar sem trabalharem com as energias que nos percorrem e que percorrem a Terra. Agora, devemos juntar-nos como um campo unificado. Ísis tem-me pedido para escrever sobre isto desde a tragédia do 11 de Setembro. As forças da escuridão estão tão concentradas que nos devemos levantar com as nossas forças mais profundas.

A comunidade espiritual sempre esteve dividida. Mas agora temos divisões entre humanos que nos empurram para formas destrutivas que trouxeram a espécie humana à iniciação de lutar pela sua liberdade e pelo direito de viver.

Ísis também partilhou algo interessante sobre as pessoas da comunidade espiritual recusarem problemas de saúde. Este é um tópico sobre o qual tenho falado com outros professores fora do meu círculo mais íntimo, que neste momento estão a enfrentar desafios de saúde. Eu também estou.

Ísis disse-me que nos estamos a sentir culpados e com vergonha sobre as nossas doenças físicas como se tivéssemos falhado. Ela diz que não temos ideia da batalha que muitos praticantes espirituais com um dom estão a enfrentar nas realidades físicas durante as horas mais escuras da noite. Ísis diz que precisamos, simplesmente, de descansar durante o dia. Podem ignorar esta parte se não ressoar convosco. É algo que ressoa com o meu coração. Simplesmente, descansem sempre que puderem. Bem sei que todos temos obrigações na vida.

Se fosse para resumir a principal mensagem que Ísis tem partilhado comigo, diria para pararmos de permitir que o ego lidere e deixarmos que seja o Espírito. Mas é preciso que todos se acalmem para conseguirem ouvir as mensagens do Espírito e as mensagens da Natureza.

Deixem o Espírito liderar em vez do ego.

Como revelei no ano passado, irei continuar a escrever a Notícias de Transmutação no formato atual. E as newsletters são generosamente traduzidas em vários idiomas.

Para acrescentar a esta oferta mensal, irei pré-gravar uma viagem ou uma cerimónia guiada para fazermos juntos. A Sylvia Edwards concordou gravá-las no Zoom e publicar o link.

Com o passar do tempo, vou convidar professores listados em www.shamanicteachers.com para fazerem uma gravação. O trabalho deles é brilhante e eu quero apresentá-lo a todos. A determinada altura iremos trocar. Mas serei eu a fazer a maior parte das gravações. Haverá uma viagem ou cerimónia gravada por mês.

A grande novidade é que eu e a Sylvia começámos uma nova página de Facebook para o nosso círculo global. Chama-se “Shaman’s Are Gardeners of Energy”. Se têm lido a newsletter sabem que este se tornou no meu ensinamento favorito, partilhado pelos The Ancient Ones.

Se quiserem juntar-se a esta página, entrem aqui: https://www.facebook.com/groups/991720834662313/.

Há uma pergunta para quem quiser aderir, cuja resposta é “Transfiguration”.

O primeiro vídeo da cerimónia para o solstício de dezembro está aqui: https://youtu.be/431Qy5Exiuo

A lua cheia é a 28 de janeiro. Vamos juntar-nos como um campo de energia unificado, sem divisão e em perfeita concentração e foco. Vamos alimentar a Terra e todas as formas de vida com Luz à medida que fazemos a nossa prática para criar uma Teia Humana de Luz.

Se são novos na nossa prática da Lua Cheia, por favor, leiam as instruções em “Creating a Web of Life” na página principal do site.

Lembrem-se que os Xamãs são jardineiros de energia. E o que nós alimentamos cresce. Que energias irão alimentar em 2021? Quais serão os vossos pensamentos e sonhos acordados? O nosso futuro depende de como vocês respondem a estas questões.

Feliz Ano Novo!