Transmutation News – November 2020 – Portuguese

Notícias de Transmutação: Novembro de 2020

Escrevi esta newsletter antes das eleições nos Estados Unidos e tenho a certeza que, neste momento, há todo o tipo de emoções a pairar em cada pessoa e no nosso coletivo.

Pouco importa se estamos alegres ou descontentes com os resultados. O trabalho de Medicine for the Earth é uma forma de vida incondicional e as práticas e cerimónias continuam, independentemente do nosso estado de espírito.

As cerimónias são um ato sagrado e os xamãs são veículos de mudança. Não paramos de fazer o nosso trabalho.

A newsletter Notícias de Transmutação passou por várias fases ao longo dos anos. Originalmente, a ideia de uma newsletter mensal foi sedimentada pelo encorajamento de Bob Edgar. Bob era marido de Carol Proudfoot Edgar, uma excelente professora de Xamanismo. Tornei-me parte do seu site shamanicvisions.com.

Na altura, eu tinha publicado o livro A Fall to Grace. Todos os meses eu incluía um excerto de sabedoria de um dos espíritos auxiliares e sugeria uma viagem xamânica para dar seguimento aos ensinamentos. Escrevia à mão cada coluna e enviava-a por fax ao Bod, que a batia à máquina.

Em 2000, a coluna mensal foi transformada em Medicine for the Earth. Houve algumas colunas mensais que tinham entre 5 a 10 páginas, sem anúncios. Eram outros tempos.

Também comecei a nossa cerimónia mensal The Human Web of Light. No primeiro ano, um monge budista escreveu-me uma carta a dizer que o seu mosteiro juntava-se a nós todos os meses. Recebi uma carta de um pastor a dizer que tinham escrito uma canção para a cerimónia de transfiguração e cantavam-na quando se juntavam a nós mensalmente.

Tem sido uma rica experiência pessoal partilhar o trabalho com tantas pessoas com caminhos e bagagens diferentes.

Com as necessidades do coletivo a mudarem, as pessoas já não querem ler longas newsletters e blogues. Também tenho menos para partilhar. Os trabalhos de Medicine for the Earth e Healing with Spiritual Light são práticas e cerimónias simples que nos ajudam a mergulhar na luz divina, no amor incondicional e na Natureza.

Apesar de simples, estas práticas e cerimónias demoram uma vida inteira a dominar para ser possível alcançar resultados milagrosos. São necessários níveis de foco e de concentração que estão além do que atualmente as pessoas, na nossa cultura, são treinadas para aguentar. E realizar cerimónias e fazer o trabalho diário não podem depender das condições exteriores da vossa vida e do mundo. A mestria exige amor incondicional no meio do trauma e da dissolução.

Então, não há novo material para escrever, exceto relembrar-vos e inspirar-vos a manterem o vosso trabalho.

Neste sentido, a Notícias de Transmutação entra numa nova fase de mudança.

Continuarei a escrevê-la no formato habitual, com as traduções em várias.

Adicionalmente, irei gravar uma viagem ou uma cerimónia guiada para fazermos juntos. A Sylvia Edwards concordou em gravá-las no Zoom, do qual enviaremos um link.

Com o passar do tempo, irei convidar professores que constem da minha lista www.shamanicteachers.com a gravarem também. O trabalho deles é incrível e quero apresentá-los. A certa altura iremos rodar, mas eu farei a maior parte das gravações.

Haverá uma cerimónia ou viagem xamânica gravada por mês.

Outra notícia entusiasmante é que eu e a Sílvia começámos uma nova página de Facebook apenas para o nosso círculo. Chama-se Shamans Are Gardeners of Energy. Quem tem lido esta newsletter sabe que este se tornou no meu ensinamento favorito partilhado pelos Ancient Ones.

Se quiserem acompanhar a página, juntem-se aqui: https://www.facebook.com/groups/991720834662313/.

Há uma pergunta feita a quem se junta e a resposta é “Transfiguration”.

Este grupo de Facebook está aberto apenas a pessoas que estejam na minha mailing list e que tenham estado neste círculo.

O foco desta nova página de Facebook Shamans Are Gardeners of Energy é inundar o coletivo e a Natureza com reverência, oração, amor incondicional e luz. Luz é a frequência mais elevada com a qual podemos trabalhar.

Se as vossas publicações não refletirem uma atitude positive, honra e reverência, serão removidas da página. O que acontecerá ao nosso círculo se nos imergirmos na mesma consciência na qual queremos viver? Querem ficar perdidos no ruído ou experienciar outra escolha, outra forma de viverem as vossas vidas?

Estou muito entusiasmada que tenhamos um formato para fazer um poderoso trabalho juntos e partilhá-lo!

A lua cheia é a 12 de Novembro. Vamos concentrar-nos e focar-nos, depois de um bom trabalho de preparação, em percebermos cada um de nós como estrelas brilhantes no céu escuro, inundando a Terra e todas as formas de vida com amor incondicional e luz divina.

Se são novos leitores da Notícias de Transmutação, por favor, visitem “Creating a Web of Light” na página principal do site.

Em Novembro celebra-se a Ação de Graças na América. Vamos usar o poder da gratidão nos Estados Unidos e juntar energia para o bem de todas as formas de vida.

Transmutation News – August 2020 – Portuguese

Notícias de Transmutação: Agosto de 2020

Há tantos anos que escrevo sobre o lado sombra da comunidade xamânica que navega na superfície das ondas. Ao surfar na superfície das ondas aprendemos a andar bem na água.

Mas será que acabamos por perder uma parte valiosa da iniciação e da viagem de regresso ao nosso verdadeiro eu quando não nos deixamos afundar nas ondas? Embora vivamos no desconhecido, preferimos um desconhecido que não envolva afundarmo-nos na escuridão da vida – uma iniciação comumente chamada de Noite Escura da Alma.

Mas é aqui que aprendemos a conversar com a nossa alma. É aqui que abandonamos a nossa identidade anterior para vermos a beleza, as bênçãos e os pontos fortes da nossa paisagem interior. Quando o descobrimos, entramos numa glória de amor e de luz que nunca experienciámos nesta Terra. Mas é preciso estar disposto a fazer uma viagem num território sobrenatural que todos percorremos quando adoecemos, quando perdemos algo ou alguém importante, quando experimentamos o sofrimento, a dissolução, a falta de fé e assim por diante.

No mundo ocidental moderno, muitos de nós chamámos energias transformadoras durante este período. Dissemos que nos queríamos transformar. Tentámos fazê-lo descobrindo práticas que nos fazem sentir em paz e que aumentam as nossas endorfinas para nos fazer sentir bem. Mas esta pode não ter sido a melhor decisão. Porque isto mantém-nos a nadar na superficie das ondas de mudança.

Quando pedem uma transformação em Xamanismo, pedem para entrar na Noite Escura da Alma. Este é um território tão incrível que parece assustador, uma vez que somos despojados da nossa identidade e de tudo o que pensamos conhecer.

Mas que rica viagem quando, tirando aquilo que não serve mais a vossa identidade, são conduzidos a encontrar o vosso verdadeiro eu, poder, força, luz interior e amor. Porque vocês são um verdadeiro reflexo das forças criativas do universo e é o que descobrirão ao atravessar o território chamado Noite Escura da Alma. Irão descobrir aspetos do amor incondicional e irão experimentar uma luz que nem sabiam que existia.

Nesta iniciação, morrem para o ego enquanto estão vivos, renascendo para um ser que é autosuficiente em todas as suas necessidades.

Acredito, realmente, que quando alguém aprende a atravessar a Noite Escura da Alma, aprende a superar qualquer onda que a vida traz com poder e força. Vocês tornam-se uma presença de amor e de luz incondicional muito além do que já experimentaram até aqui.

Se quiserem aprender sobre este território e como percorrê-lo, podem inscrever-se no meu novo curso The Dark Night of the Soul as a Portal to the Shaman’s Light.

Podem registar-se aqui: https://shiftnetwork.isrefer.com/go/dnsSI/ingerman/

Deixei o Facebook por um tempo porque precisava de uma pausa. Mas voltarei para trabalhar com os participantes do meu novo curso.

Antes de sair, encontrei este lindo texto de Jack Wyrd na página do Facebook do The Shamans Cave. O Jack deu-me permissão para partilhá-lo convosco.

BÊNÇÃOS DA LIBÉLULA

Os exuvae (em latim) são restos de animais que precisam de perder a pele para crescer. A libélula é um animal que passa os dois primeiros anos como ninfa aquática, a nadar e a respirar na água, sem nunca tocar o ar. Mas uma vez que encontra tudo o que precisa no mundo húmido por baixo das ondas arrasta-se para o ar. Lá, as libélulas são incapazes de respirar e de ver. Confiam que vão mais em direção à luz, para o desconhecido. Lá, desamparadas, abrem as asas.

É um fenómeno de verão. Enquanto deixam entrar ar nos pulmões pela primeira vez, devem ficar ao sol a secar as asas e a endurecer a casca. Não sabem o que esperar, mas sabem que devem. Não deixam o medo detê-las; só sabem que está certo. À medida que se erguem, dragões do céu, largam os seus antigos exuvae. E não olham para trás, apenas voam.

É verão, altura de transformações sob o sol. Que sejamos como a libélula, confiando o suficiente para fazermos as transformações que devemos e voando livremente como deveríamos. Que possamos incorporar as belas bênçãos da libélula.

Jack Wyrd pratica e ensina xamanismo essencial e organiza círculos mensais de viagens comunitárias em Bangor, na área de Maine. Vai lançar em breve um livro espiritual, provisoriamente intitulado Maine’s Rarest Creatures: a Field Guide to Mythological and Legendary Creatures and Beings of New England and Adjacent Canada (sem tradução em português), que será publicado em junho de 2021 pela Down East Books. Podem confirmá-lo na página do Facebook do Jack.

A lua cheia é a 3 de agosto. Vamos deixar-nos cair nas profundezas da nossa luz espiritual que está a chegar até nós. Conheçam o alcance da vossa própria luz. Juntem-se à luz radiante da nossa comunidade global e deixem-na construir um campo saudável de energia para todas as formas de vida.

Se são novos leitores da Notícias de Transmutação, por favor, visitem “Creating a Web of Light” na página principal do site.

Transmutation News – May 2020 – Portuguese

Notícias de Transmutação: Maio de 2020

Em 2000 comecei a orientar, intencionalmente, um curso em inglês designado Medicine for the Earth and Healing with Spiritual Light. O trabalho acabou por ser muito poderoso para muitas pessoas, que aprenderam que era um trabalho que, além de nos curar individualmente, também mostrou, através de experiências científicas, como poderíamos transmutar toxinas no nosso ambiente.

Na introdução que faço ao trabalho, partilho sempre que existem duas fases. Há o trabalho pessoal que precisamos de fazer para mudar os padrões habituais doentios de como agimos no mundo. Há estados de sombra, raiva, medo, velhas feridas que vivem em todos nós. E, enquanto vivemos as nossas vidas, queremos curar o nosso passado e tornar-nos nas melhores pessoas que podemos ser. Há práticas espirituais diárias que devemos realizar para transformar o nosso estado de consciência, para que possamos tratar-nos a nós e a todas as formas de vida com bondade, honra e respeito.

A segunda fase do trabalho é o trabalho ceremonial, que podemos fazer em conjunto. As cerimónias são o veículo do xamã para criar mudanças. Mas fazer cerimónias sem integrar o trabalho pessoal diário que precisamos de realizar não trará bons resultados. Fazerem o trabalho pessoal para se transformarem numa pessoa mais evoluída e fazerem cerimónias enquanto trabalham pessoalmente é a combinação perfeita para obterem resultados verdadeiros.

A vida das pessoas mudou de forma positiva ao fazerem este trabalho. E os meus alunos continuam a comunicar-se comigo por e-mail e através das redes sociais para me dizer que estão a conseguir atravessar esta onda de mudança, causada pelo novo coronavírus, de uma forma calma e empoderada. E estão a adorar envolver-se diariamente nas práticas.

Como partilhei no mês passado, um dos ensinamentos do Xamanismo é que as epidemias nascem através da inundação do coletivo com formas de pensamento negativas. E, como também escrevi no mês passado, tivemos uma série de traumas que desafiaram praticamente toda a humanidade. Nem todos concordamos, mas estamos a fazer um ótimo trabalho de lançar dardos venenosos no coletivo, impactando negativamente todas as formas de vida.

Temos feito o nosso trabalho, mas é hora de intensificarmos as nossas práticas minuto a minuto, para que as nossas vidas sejam preenchidas com atos sagrados, como trazer cerimónia à maneira como cozinhamos, limpamos, nos comunicamos com outras pessoas e assim por diante. Tudo na vida é uma cerimónia. Façam as vossas cerimónias com consciência.

Antes do coronavírus vi-me confrontada com a necessidade de passar muito tempo sozinha e em silêncio. Quando estávamos isolados, percebi que já estava isolada há muito tempo.

Tenho precisado de tempo para ouvir a minha alma, a minha própria voz interior, o meu corpo, o meu coração. Tornou-se tão ruidoso “lá fora” que deixei de conseguir ouvir a minha voz. Por isso, passo cada minuto livre em silêncio, apenas para meditar e estar com os meus próprios pensamentos. Quando o faço, surge-me imensa inspiração. Também senti como se tivesse perdido o meu próprio senso de fluidez. Encontrar fluidez é fundamental para uma boa saúde a todos os níveis. E então sinto a minha própria força e não me perco nos estados coletivos selvagens em que as pessoas estão mergulhadas agora.

Uma chave para a nossa sobrevivência será ouvir a riqueza de informações que chegam através de nós – e não dos outros.

Como parte do meu trabalho no mundo, olho de vez em quando para o Facebook. Tenho-me sentido tão inspirada pela riqueza de sabedoria que os povos nativos de diferentes culturas xamânicas estão agora a partilhar.

E o que mais me emociona é como todas as informações correspondem ao que cada ancião de diferentes tribos está a trazer. A orientação veio por ter estado noites seguidas em todas as cerimónias noturnas.

A vida é uma cerimónia. Uma cerimónia realizada alguns minutos, sem construir um forte relacionamento com a natureza e com os espíritos auxiliares, simplesmente não funciona.

Criem uma vida sagrada. Honrem a vossa vida ao longo do dia. Sejam diligentes emanando amor, Luz, bondade, honra e respeito para tudo o que está vivo. Esta é apenas uma ação para curar o campo de energia que criámos.

Nos anos 80, fui acordada a meio da noite por uma Voz alta e estridente, que sacudiu o meu quarto inteiro. A mensagem da Voz era: “Os humanos têm procurado Deus fora de si mesmos há 2000 anos e nos próximos 2000 anos estarão a procurar Deus dentro deles”.

Definitivamente, senti a verdade nesta mensagem e, é claro, posso ver muitos nesta jornada interior.

Foi interessante que a Voz voltou há 2 anos. Eu e o meu marido estávamos a reservar uma aventura. Enquanto preenchíamos a papelada, ouvi a mesma voz a dizer: “Não irás estar lá”.

Obtemos informações práticas importantes se aprendermos a ouvir.

É muito poderoso levarem cerimónias de transfiguração para os vossos entes queridos e para a vossa comunidade. No site encontrarão uma transcrição de uma cerimónia de transfiguração que conduzi para quatrocentas pessoas. Sintam-se livres para usá-la e trazerem esse trabalho vital para a vossa comunidade. Adaptem-na ou usem-na como está.

A lua cheia é a 7 de maio. Vamos intensificar a frequência do nosso trabalho. Certas energias prejudiciais não podem viver em frequências mais altas. Encham-se com a vossa luz divina, absorvam-na em todas as células e, depois, irradiem essa luz e a frequência radiosa para toda a vida.

Se são novos leitores da Notícias de Transmutação, por favor, visitem “Creating a Web of Light” na página principal do site.

Fiquem bem e cheios de luz.

Transmutation News – April 2020 – Portuguese

Transmutation News Abril de 2020

Fico muito feliz por partilhar convosco que fui nomeada pela “Watkins Mind Body Spirit Magazine” uma das 100 pessoas vivas mais influentes no mundo espiritual para 2020. Cheguei ao número 24 da lista. Sinto que o meu trabalho, ao ser honrado, também honra o xamanismo e todo o bom trabalho que estamos a fazer.

O trabalho do meu livro “Medicine for the Earth and Healing with Spiritual Light” é muito importante para fazer diariamente. Quando comecei a estudar xamanismo, aprendi que os vírus são criados a partir de formas negativas de pensamento. Pensem em toda a negatividade que tem sido espalhada pelo nosso coletivo devido à raiva sobre a política mundial e aos incêndios na Amazónia e na Austrália.

A Amazónia é vista como o pulmão da Terra. E, agora, temos um vírus que afeta os pulmões.

Tudo está, realmente, conectado. Penso que as mudanças que estamos a viver vão continuar até que as pessoas não só acordem, mas mudem as prioridades na vida, sendo mais importantes do que o dinheiro.

Temos grande capacidade de manter a nossa saúde, de apoiar as nossas comunidades com o trabalho de transfiguração e de fazermos, em conjunto, as nossas práticas para transformarmos estados negativos de consciência.

Estou a orientar um curso especial para a The Shift Network, com a duração de sete semanas, no qual vou realizar as práticas mais poderosas do trabalho “Medicine for the Earth and Healing with Spiritual Light”.

O curso terá três níveis. Trabalharemos para manter a nossa saúde física, mental e espiritual. Faremos o trabalho de transfiguração e outras cerimónias de cura para mantermos o nosso círculo global forte e iremos realizar cerimónias para honrar todas as formas de vida. E claro que também veremos como partilhar esse trabalho com as nossas comunidades locais, se isso for do vosso interesse.

Nem todo o material será novo para vocês. Mas este curso é uma forma de mantermos as nossas práticas em conjunto vivas e vibrantes, alimentando o poder que têm para nos manter seguros, abrindo-nos para ensinamentos maiores, expandindo a nossa perspetiva e unindo-nos para o trabalho cerimonial. Orientarei todos os exercícios e não há pré-requisitos para participar neste curso.

O curso terá início no dia 14 de abril, todas as terças-feiras, durante 7 semanas. As sessões serão gravadas para quem não puder assistir ao vivo.

Podem fazer o registo aqui: https://shiftnetwork.isrefer.com/go/3spSI/ingerman/

Escrevi a Notícias de Transmutação deste mês mais cedo porque tinha um workshop e viagens para os quais precisava de me preparar. Embora esta newsletter não fale sobre o novo coronavírus, sinto que a mensagem partilhada é muito importante para mantermos a nossa saúde.

Durante uma viagem xamânica, os meus espíritos auxiliares começaram a conversar comigo sobre a eleição nos EUA. Não lhes fiz nenhuma pergunta sobre isso. Foi uma mensagem espontânea. Os meus espíritos auxiliares não entraram em detalhes, mas deixaram-me grandes insights. O caminho é um bocadinho sinuoso, então teremos de seguir para onde a conversa deles me levou.

Sobre as eleições, a informação era rápida e simples. Disseram-me que as pessoas votariam no candidato que as fizesse sentir seguras e cuidadas.

Esta mensagem levou-me ao meio ambiente. Pois, quando se escolhem líderes apenas para nos sentirmos mais seguros, o ambiente geralmente é deixado de fora.

Foi aqui que essa mensagem me levou. Continuo a escrever que somos natureza e não que estamos conectados à natureza. Foi-me mostrado que o nosso abuso da natureza é como abusar dos órgãos do nosso corpo, a tal ponto que o corpo começa a atacar-se com problemas autoimunes.

E, atualmente, estamos a ver muitos problemas autoimunes misteriosos no planeta. E se não começarmos a cuidar do nosso corpo, que é a natureza, os ataques a nós mesmos continuarão a aumentar.

Esta reflexão levou-me ao meu trabalho pessoal. Disseram-me que o meu constante autojulgamento sobre o que fiz mal, em vez de reconhecer o que fiz bem, está a alimentar problemas de saúde. Quando não nos sentimos dignos, somos críticos de nós mesmos e não podemos absorver o amor, acabando por nos atacarmos. Isto cria problemas autoimunes e inflamação extrema, que é tão prevalente hoje.

A essência da mensagem para mim era: se nos queremos curar, bem como ao planeta, devemos absorver o amor incondicional divino, trabalhar a forma como nos julgamos, emanar amor constante à natureza e continuar através da mudança das nossas ações e comportamentos em relação a todos os seres sencientes com quem partilhamos a Terra. E sabemos como essas práticas alimentam a nossa alma.

A lua cheia é a 7 de abril. Abandonem as vossas preocupações comuns e expandam a vossa perspetiva para abraçarem uma imagem maior. Façam o vosso trabalho de preparação e experienciem o vosso verdadeiro brilho, irradiando-o dentro e por toda a Terra. Deixem a vossa luz e amor emanarem para todos os seres vivos do planeta.

Se são novos leitores da Notícias de Transmutação, por favor, visitem “Creating a Web of Light” na página principal do site.

Transmutation News – March 2020 – Portuguese

Transmutation News Março de 2020

A 19 de março entramos no equinócio. O tempo continua a andar tão rápido e as mudanças climáticas a que temos vindo a assistir estão a ganhar velocidade. Como todos sabemos, algumas dessas mudanças são, simplesmente, o curso da evolução do planeta. Mas outras mudanças têm causa humana.

Muitos estão agora a acordar e a trabalhar espiritualmente em conjunto e muitos outros estão a agir no sentido de deixar uma pegada mais leve na Terra, por exemplo, mudando a forma como vivem, como comem e que produtos estão dispostos a comprar.

Como tenho vindo a escrever, a minha preocupação profunda é com os que se dedicam a diferentes práticas espirituais, que se tentam reunir para manipular os padrões climáticos. A natureza não será manipulada, mas certamente está a tentar enviar-nos uma forte mensagem. E manipular o clima tem conseqüências terríveis, porque, à medida que o equilíbrio é alterado, muitos eventos trágicos acontecem em lugares que seriam seguros se o equilíbrio natural se mantivesse.

Para mim, há um ensinamento essencial. Acredito que devemos construir um forte relacionamento com a terra onde vivemos, com os espíritos ancestrais que protegem a terra, o ar, a água e o fogo, de forma a podermos honrá-los.

Neste momento, não há honra quando poluímos os elementos que nos dão vida e quando tentamos movê-los da maneira que achamos que precisamos e que beneficiaria a Terra.

Aprendam com a Terra e com os elementos.

Ao recebermos a primavera no Hemisfério Norte e o outono no Hemisfério Sul, há um exercício que podemos fazer.

Reservem um tempo para começarem a construir um forte relacionamento com a Terra, com os espíritos ancestrais da Terra, com os elementos e com quaisquer outros seres da natureza com quem se queiram comunicar.

Decidam com quem desejam falar e perguntem: “Posso entrar no seu campo de energia?” E comecem por sentir o amor e a luz.

Apresentem-se e iniciem uma conversa, tal como fariam com um novo amigo. Aprendam sobre a vida e sobre a história da Terra e dos espíritos. Como tem sido viver na Terra? Depois de manterem um bom relacionamento e uma conversa, peçam uma mensagem sobre como poderiam trabalhar espiritualmente e o que precisam para viverem em harmonia na Terra.

À medida que todos continuamos a fazê-lo, veremos mudanças positivas a acontecerem.

É assim que o povo nativo do mundo inteiro trabalha. A terra em que vivem, os elementos e todos os seres sencientes da natureza em que vivem são vistos como parentes num local partilhado. Neste momento, os povos nativos estão a trabalhar no duro para apaziguar os espíritos. Estão a fazer o seu trabalho, enquanto pessoas não-nativas não entendem o princípio da reciprocidade, afastando o poder do trabalho feito. Se nos aliarmos numa prática tão poderosa, aprenderemos muito e ajudaremos a aliviar muito sofrimento.

A lua cheia é a 9 de março. Perguntemos à Lua se o seu poder nos ajudará exponencialmente a irradiar a nossa luz no interior e por toda a Terra. Façam a vossa prática de transfiguração com a vossa luz a irradiar tão intensamente que não há lugares nesta grande Terra onde a vossa luz não chegue.

Se são novos leitores da Notícias de Transmutação, por favor, visitem “Creating a Web of Light” na página principal do site.

Junto-me ao nosso círculo luminoso, desejando a todos um belo equinócio cheio de profunda sabedoria, enquanto nos conectamos com a Terra e com os elementos que nos dão vida.

Transmutation News – February 2020 – Portuguese

Transmutation News Fevereiro de 2020

Todos nos sentimos muito emocionados pelas paisagens e por todas as formas de vida que foram destruídas pelos últimos eventos climáticos.

Sabemos que há destruição e morte a acontecer em vários lugares do mundo. Mas, mais recentemente, os incêndios na Austrália estão a dilacerar os nossos corações.

Vi todos os tipos de estatísticas sobre as perdas de vidas e não sei quais são os números exatos. Enquanto escrevia a newsletter, vi relatos de 500 mil seres da natureza que morreram nos incêndios, entre eles 8 mil coalas.

A tragédia é maior do que as nossas mentes e os nossos corações conseguem imaginar. Também me junto às orações para que o fogo seja controlado. Falei disto recentemente na minha palestra “The Three Hidden Worlds”, moderada por Stephen Dinan para a The Shift Network.

O xamanismo é uma prática baseada na natureza e, nas culturas xamânicas, toda a vida, incluindo a Terra, o Ar, a Água e o Fogo, são a nossa família. Mas quando não honramos, não respeitamos ou não agimos com bondade em relação a outros seres da vida, há consequências.

Terra, Ar, Água e Fogo dão-nos vida. Continuamos a deitar todo o nosso lixo tóxico nos elementos que nos dão vida. Eles são seres vivos e são a nossa família.

Na nossa cultura, ainda estamos a ignorar a prática sagrada da reciprocidade. Todos os que leem esta newsletter sabem, intuitivamente e no seu coração, que se honrássemos os elementos que nos dão vida, eles não agiriam com tanta violência.

No entanto, ignoramos a construção de um forte relacionamento amoroso com eles e, simplesmente, tentamos reunir pessoas suficientes para tentar manipulá-los e provocar incêndios, inundações, tempestades, criar chuva e assim por diante. Isso pode ter um efeito miraculoso temporário, mas, de certa forma, é mais uma parte do problema. As pessoas consideram que não precisam de mudar a maneira como vivem as suas vidas se sentem que podem manipular a Natureza em vez de respeitá-la.

Questiono-me como seria se estabelecessemos um relacionamento de respeito mútuo com os elementos. Têm de saber, nos vossos corações, que isto faria uma diferença tremenda. E vocês devem SABER disso.

 

Mas aqui estamos. Os nossos corações estão partidos com tanta perda.

Comecem a honrar os elementos. Reunamos as nossas energias espirituais para abrir linhas de comunicação com os elementos, em vez de apenas reunirmos forças para manipulá-los. A Natureza não será manipulada.

Vamos fazer cerimónias de encerramento para honrar todos os elementos. Podem encontrá-las no meu livro The Book of Ceremony: Invoking the Sacred into Everyday Life.

Conectem-se, espiritualmente, com seres que perderam a vida. Agradeçam-lhes por agraciarem a Terra e toda a vida com a sua presença, a sua beleza e a sua força.

Eles contribuíram muito para a teia da vida e a sua perda é devastadora para todos nós.

Desejem-lhes uma jornada de volta à Fonte cheia de graça, amor e luz.

Vamos honrar todos os seres que morreram. Isso cria cura para toda a vida. Emanem amor e luz para todos os que perderam as suas vidas.

Este nível de consciência realmente permite que todos nós vivamos mais conscientemente na Terra.

Conectem-se espiritualmente com a Terra em que vivem, com os antepassados compassivos da Terra e com todos os seres da natureza, incluindo os elementos. Emanem amor e luz diariamente e sintam que o amor volta para vocês.

A vida na Terra mudará à medida que o fizermos. Eu SEI disso! A lua cheia é a 9 de fevereiro. Vamos juntar as nossas energias espirituais para mostrarmos a todas as formas de vida o quanto honramos e amamos tudo o que habita nesta Terra connosco. Nesta lua cheia, deixem a vossa luz divina abraçar toda a vida em amor e irradiar esta luz dentro e por toda a Terra.

Se são novos leitores da Notícias de Transmutação, por favor visitem “Creating a Web of Light” na página principal do site.

Vamos manter o nosso trabalho de transfiguração forte e perceber toda a vida na sua luz e força divinas. Não sobrecarreguem outros seres vivos com a vossa pena.

Transmutation News – January 2020 – Portuguese

Transmutation News Janeiro de 2020

Desejo à nossa comunidade global um Feliz Ano Novo, cheio do melhor que a vida tem para oferecer.

É maravilhoso estarmos aqui para acolher 2020. Temos leitores de várias idades, mas, para muitos de nós, 2020 quase assumiu associações míticas. Muitas vezes projetámos 2020 como o tema de filmes futuristas e aqui estamos nós agora.

A minha associação com filmes e romances futuristas inclui, principalmente, um momento em que exploramos mais os reinos invisíveis e, ao aumentarmos a concentração e o foco, criamos uma verdadeira magia na forma de nos curarmos a nós, aos outros e ao planeta. A minha projeção para o ano 2020 inclui iniciações mais profundas para nos esculpir nos verdadeiros seres espirituais que nascemos para ser. E a esperança regressa porque, neste estado de renascimento, somos detentores do nosso potencial e isso leva-nos à esperança.

Em novembro estava a ter uma das minhas experiências visionárias. Estava a ver, num écrã invisível, palavras e pensamentos a flutuarem. Algumas das palavras eram bastante positivas e esperançosas, outras foram bastante desafiadoras por me ancorarem a um passado doentio e por criarem um estado de estagnação.

A mensagem que recebi era a de escolher agarrar os pensamentos positivos em vez dos negativos. Esta metáfora de “agarrar” tinha um significado profundo para mim. Podia imaginar a ação e o efeito de agarrar palavras e pensamentos no meu corpo. Podia sentir no meu corpo o efeito dos estados de consciência que agarrava.

Vamos refletir sobre este tema ao iniciarmos um novo ano juntos, como uma comunidade global.

Ponham a tocar música espiritual e de expansão da mente. Não importa o dia que escolhem para esta meditação. Vamos imaginar-nos sentados num círculo gigante, entre magníficas árvores, numa floresta antiga. Estamos maravilhados com a antiguidade da Terra e com a força e o apoio das árvores que estão presentes.

O tempo é crepúsculo, ou seja, um tempo muito poderoso porque os véus entre os mundos são muito finos. Maravilhamo-nos com o mistério das forças da natureza e com a firmeza com que elas permanecem durante toda a mudança. Somos resilientes como a natureza. Só que, às vezes, esquecemo-nos disso.

Ao sentarmo-nos juntos, reparamos que os seres compassivos e divinos dos reinos transcendentes começam a criar projeções dos nossos pensamentos diários e das palavras que usamos ao longo da nossa conversa connosco e das interações com os outros.

Observamos, com espanto, a forma como a luz e o som dessas palavras e pensamentos afetam o coletivo e todas as formas de vida. A nossa psique faz uma pausa. Podemos ver a magia que as nossas palavras criam. Magia escura que nos leva a estados de raiva, desespero e ódio e palavras de poder, que são remédio para nós mesmos e para a Terra que emana totalmente a vibração do amor e da luz. Percebemos que sempre temos uma escolha do estado de consciência que queremos alcançar. E, com concentração e foco, podemos fazer a escolha certa para nos alimentarmos e alimentarmos toda a vida com amor e luz. Mas é preciso muita disciplina para fazer uma escolha que nos tire dos nossos estados reativos.

Cada elemento do nosso círculo projeta palavras positivas, pensamentos e sonhos no campo coletivo de energia, enquanto usamos os métodos que aprendemos para transmutar a escuridão que vem com o nosso modo de pensar negativo.

Imaginem a alquimia criada quando destacamos a luz do coletivo.

Que pensamentos querem adotar para 2020? Façam a vossa escolha. O futuro está nas vossas mãos pela escolha que fazem.

Este mundo é criado pela mente. Para criarmos uma realidade orientada pelo espírito, devemos atravessar o véu da ilusão e entrar numa bela realidade criada pelos nossos sonhos, que nos leva à dimensão da realidade que sonhamos habitar.

Vamos entrar numa dimensão cheia de bondade, honra, respeito, paz, amor e luz.

Vamos comprometer-nos a mudar as nossas prioridades para mantermos o nosso foco na realidade que podemos criar com as nossas palavras, pensamentos e sonhos.

Continuemos a fazer as nossas cerimónias sagradas, pois, para os xamãs, realizar cerimónias é o nosso maior veículo de mudança.

A lua cheia é a 10 de janeiro. Começámos o nosso trabalho cerimonial para criar uma rede humana de luz no solstício de 2000. Fizemos a cerimónia há 20 anos, levando-nos a uma nova década.

O trabalho espiritual que estamos a realizar continua a inspirar a rede da vida. Só podia, pois há milhares de pessoas de coração aberto a juntarem-se, todos os meses, para se alimentarem e alimentar a Terra, o Ar, a Água, o Fogo, todos os seres da natureza e toda a vida com amor.

A chave para criar uma verdadeira mudança é aprendermos a obter estados mais profundos de concentração e foco.

Vamos realizar a nossa cerimónia mensal da lua cheia, criando uma teia humana de luz, como se nunca tivéssemos realizado a cerimónia antes. Este é o momento de renovar o nosso trabalho conjunto.

Antes de uma cerimónia sagrada, como é que o vosso coração vos chama para se prepararem quando sabem que toda a vida será afetada pelo vosso trabalho? A força da vossa vitalidade espiritual e da vossa presença enfraquece sem um trabalho de preparação. O que precisam fazer para se afastarem do vosso dia e dos pensamentos e estados de consciência pesados?

No meu caso, cantar leva-me a um estado alterado de consciência. Que práticas espirituais vos ajudam a alcançar um estado de êxtase? Para os xamãs, a viagem xamânica e a realização de cerimónias requerem entrar em estado alterado de consciência. Tentem tocar tambor ou maracas, cantar, meditar, caminhar na natureza por longos períodos de tempo. Percebam a diferença de entrar numa cerimónia espiritualmente preparados ou de entrarem com todos os vossos pensamentos diários habituais, colocando uma forte âncora a bloquear o poder do vosso trabalho.

Ao sentirem-se “prontos para a cerimónia”, deixem de lado os vosso pesos, viajem profundamente para o vosso Mundo Interior, para a vossa paisagem interior, e experienciem a vossa luz radiante. Está a brilhar com mais poder, força e luminosidade do que no passado. A luz é tão brilhante que podem, realmente, ver aí todas as cores do arco-íris. A luz é transformadora e está a transformar todas as células do vosso próprio organismo, bem como do organismo a que chamamos teia da vida. Irradiamos a nossa luz com tanta graciosidade e beleza, sem esforço, trazendo luz restauradora a tudo o que está vivo.

Se são novos leitores da Notícias de Transmutação, por favor visitem “Creating a Web of Light” na página principal para verem as instruções das nossas cerimónias da lua cheia.

Juntemo-nos a manter o nosso círculo em amor ao recebermos o Ano Novo. Que as nossas cerimónias sejam preenchidas com alegria enquanto honramos a Terra, os elementos e todas as formas de vida durante este poderoso tempo de mudança, de desmembramento e remembramento.

Bem-vindos a 2020!

Transmutation News – December 2019 – Portuguese

Transmutation News Dezembro de 2019

A 21 de dezembro entramos numa nova estação e avançamos rapidamente para o final do ano. Saudamos o inverno no hemisfério norte e o verão no hemisfério sul. Este ano tem passado rápido!

Na verdade, não temos controlo para impedir uma mudança nas estações. Também não temos controlo sobre o curso da vida e aonde ele nos irá levar.

Mas conseguem perceber o quanto lutamos contra o fluir da vida e para onde ele nos leva?

E se nos for pedido para deixarmos de tentar controlar os fluxos e ciclos e abraçarmos o fluxo, sabendo que ele nos levará a um lugar bonito? Isso requer confiança incondicional na vida e no processo de evolução. Podemos continuar a lutar, tentando controlar e resistir ao fluxo da vida. Mas não podemos controlar para onde o rio da vida nos está a levar.

A nossa força vital primária está a mover-nos de uma maneira para a qual foi programada. Mas e se pudermos juntar consciência à nossa força vital?

Continuaremos a fluir com o rio da vida. Mas usar os antigos ensinamentos de trazer consciência à energia é uma maneira de também transformarmos qualquer energia que encontrarmos durante a nossa caminhada. O fluxo continua a levar-nos a estados mais elevados de consciência e a habilidades espirituais, assim como a indicações de como podemos trabalhar em parceria com a situação para onde a vida nos está a levar, em vez de espernearmos e gritarmos durante todo o caminho.

Juntar consciência à energia primária da força vital será o que irei explorar no próximo ano, pois tive uma experiência visionária muito poderosa sobre o que é possível alcançar.

Durante este período do solstício, refletimos sobre a grande mudança e o fluxo da vida. Perguntem de verdade à vossa alma, passando um tempo na natureza, ou façam uma viagem xamânica ou uma meditação para refletir sobre de que forma estão a lutar, a resistir e a tentar controlar o fluxo da vida. Tal como as mudanças das estações, não temos controlo sobre para onde o fluxo da vida nos está a levar.

No solstício, façam uma cerimónia para libertar velhos padrões energéticos, permitindo-vos entrar nesta próxima estação da vida. Façam uma cerimónia de libertação do vosso comportamento de controlo. Chamem os vossos espíritos auxiliares e compassivos para vos ajudarem nisso. Há uma riqueza de forças divinas e transcendentes que vos recebem em proteção, ao abandonarem as falsas crenças de que o vosso ego ou personalidade pode controlar o fluxo da vida.

Reflitam sobre as histórias antigas que vos têm ancorado ao passado. Reflitam, também, sobre as projeções que outros fizeram para vocês, encobrindo a vossa paixão pela vida, pela vossa beleza e luz divina interna.

Que histórias querem levar para o Ano Novo? Façam cerimónias para libertar as histórias e as projeções que não vos servem mais. Passem algum tempo na natureza a encherem-se de cores, imagens, fragrâncias, sons, sentimentos e gostos que são absorvidos na vossa paisagem. Quando o fazem, é esta verdadeira beleza que verão ao abrir os olhos. Este é o campo de energia que desejam abraçar para o Ano Novo!

Se precisarem de ideias sobre maneiras de fazer uma cerimónia, leiam o meu livro The Book of Ceremony: Invoking the Sacred into Everyday Life (sem tradução em português).

Depois de relaxarem no fluxo da vida, irão notar mais beleza e paz a fluir nas vossas vidas.

O fluxo continuará a mover-vos de maneiras que estão além da vossa imaginação e compreensão.

Abracem o fluxo da vida e todas as suas voltas e reviravoltas. Vamos voltar a um estado de admiração e respeito enquanto observamos a beleza e a perfeição do caminho a desenrolar-se diante dos nossos olhos.

A lua cheia é no dia 12 de dezembro. Vamos começar com o nosso trabalho de preparação para, depois, viajarmos profundamente para a nossa luz espiritual que é eterna e imortal. Essa luz tem a capacidade de transformar tudo o que é colocado no nosso caminho. À medida que irradiamos a nossa luz como uma comunidade global, assumimos o papel de estarmos verdadeiramente ao serviço de toda a vida e da Terra.

Vamos unir a nossa força espiritual e de luz para criar uma luz radiante e luminescente no interior e em volta da Terra.

Se são novos leitores da Notícias de Transmutação, por favor leiam “Criar uma Teia Humana de Luz” na homepage.

Com este ano a transformar-se num novo ano, quero aproveitar a oportunidade para agradecer aos nossos tradutores que continuam a dedicar-se a tanto trabalho para levar a newsletter à nossa comunidade global.

Vamos unir os nossos corações e irradiar e emanar amor, luz e profundo apreço por todos os que ajudam a levar a Notícias da Transmutação às vossas caixas de correio todos os meses.

Por favor, junte-se a mim para agradecer à Sylvia Edwards, que reúne o que escrevi num belo formato para que todos possam ler mensalmente.

E vamos agradecer, sinceramente, aos nossos tradutores:

Petr Němčanský – Checo
Tea Thum – Finlandês
Carole Laplante – Francês
Bea Salgado – Francês
Barbara Gramlich – Alemão
Astrid Johnen – Alemão
Nello Ceccon – Italiano
Flavia Cavallaro – Italiano
Els de Graaff – Holandês
Sandra Koning – Holandês
Sofia Frazoa – Português
Tatiana Starikova – Russo
Ines Fermoso – Espanhol
Lena Anderheim – Sueco
Simin Uysal – Turco

Por favor, juntem-se a mim na intenção de manter o nosso círculo em amor durante o solstício. Que as vossas cerimónias sejam repletas de alegria ao honrarmos a Terra, os elementos e toda a vida durante este poderoso período de mudança de desmembramento e de lembrança.

Transmutation News – November 2019 – Portuguese

Transmutation News Novembro de 2019

Ao longo dos anos usei, principalmente, duas metáforas para descrever muito do que ensino e escrevo.

Nos últimos anos, tenho escrito sobre a construção de uma paisagem ou jardim interior repleto de beleza, amor, luz e harmonia, para que o vosso mundo interior vos informe sobre uma nova perceção da vida.

No passado, quando escrevi A Fall to Grace, em 1997, continuava a referir-me ao rio da vida. Pois, na realidade, todos estamos a fluir no rio da vida através de ondas suaves e turbulentas. Frequentemente, perturbamos o nosso fluxo, tentando mover-nos contra o rio da vida, resistindo ao fluxo da natureza. Costumamos focar-nos nos nossos resultados e julgamentos que continuam a agitar o nosso barco, impedindo-nos de nos rendermos ao fluxo da vida. E, muitas vezes, tentamos seguir o fluxo dos caminhos dos outros, em vez de nos deixarmos ir no nosso.

Em outubro, tive experiências visionárias muito profundas, pois ainda sinto a necessidade de me aprofundar e de refletir sobre tudo o que está a acontecer na minha vida e no mundo.

É tão evidente para mim que saí do meu próprio fluxo ao entrar no fluxo caótico dos outros e do coletivo. Experienciei como a água esculpe as rochas em seres de uma beleza surpreendente. Mas não pode haver resistência ao processo de esculpir, pois tudo faz parte da vida e da evolução.

Testemunhei como perdi a minha conexão com os batimentos cardíacos da Terra, pois permiti-me manter o ritmo frenético que me afastou da verdadeira vibração da Terra e da natureza. A frequência e a vibração da natureza são realmente muito lentas. O movimento muito rápido nas nossas vidas está a afetar o poder do nosso trabalho, uma vez que a nossa velocidade nos tirou do fluxo do rio da vida.

Adoro gelados e os meus espíritos auxiliares deram-me uma metáfora divertida para descrever as experiências de iniciação pelas quais todos estamos a passar. Disseram-me que fomos colocados em máquinas de gelados para nos transformarmos em novos sabores. Esta experiência iniciática e evolutiva leva-nos a um rio mais bonito da vida, com todas as suas voltas e reviravoltas.

Disseram-me que devolvesse a minha energia a um fluxo harmonioso. Deveria dedicar algum tempo todos os dias para relaxar no verdadeiro ritmo da Terra. A orientação, no meu caso, era tocar tambor todos os dias ou ouvir toques de tambor. O que foi partilhado comigo é que todas as faixas de tambor que ouvimos criam, realmente, uma experiência desencarnada. É importante conectar-me com a vibração do tambor que me liga ao verdadeiro batimento cardíaco da Terra.

Foi-me mostrado que todas as iniciações pelas quais estamos a passar são para nos ajudar a seguir com a evolução da Terra. Tive a bela experiência de falar com a Terra e ela partilhou comigo o seu próximo passo na evolução.

A Terra disse-me que está a mudar-se para um corpo mais luminescente, com menos densidade, para que, eventualmente, fique muito equilibrada como uma forma cheia de luz. Tudo na natureza, incluindo os seres humanos, será mais luminoso e muito menos denso. O que isso fará é transformar-nos em seres com luz e forma iguais, permitindo-nos fluir mais graciosamente e mudando a nossa consciência para uma nova maneira de ser.

Estas são apenas algumas das ideias que tenho recebido. Este é um momento muito rico para mim a nível espiritual.

Reflitam sobre o que eu partilhei a propósito de fluxo e ritmo. Ressoa convosco? Se ressoa, deixem-se cair no vosso conhecimento interior e façam mudanças nas vossas vidas que vos permitam fluir livremente com o rio da vida. Vejam como resistem ao fluxo natural. Encontrem o vosso próprio ritmo e a verdade e parem de tentar comparar a vossa experiência com a dos outros. Cada um de nós está no seu próprio fluxo.

Permitam que o rio da vida vos leve a um lugar que a vossa mente ainda não pode abraçar, mas que o vosso espírito sabe. Deixem o vosso coração e a vossa vida serem o vosso guia do rio.

Em novembro, muitas pessoas comemoram o feriado de Ação de Graças. Vamos agradecer todos os dias pelas nossas vidas e por toda a vida.

A lua cheia é a 12 de novembro. Reflitam sobre o que partilhei a propósito de uma nova Terra a formar-se – uma menos densa. Continuem com a vossa prática de transfiguração para se permitirem cair no vosso ser luminoso. Desacelerem quando fizerem o vosso trabalho espiritual para estarem alinhados e sintonizados com a natureza e com os batimentos cardíacos da Terra. Irradiem a vossa luz e deixem-se fluir livremente, abraçando toda a vida e a Terra.

Se são novos leitores da Notícias de Transmutação, por favor leiam “Criar uma Teia Humana de Luz” na homepage e leiam as instruções para a nossa cerimónia da lua cheia.

A vida é uma cerimónia. E a cerimónia é um ato sagrado. Vamos trazer o sagrado à forma como vivemos as nossas vidas.

Transmutation News – October 2019 – Portuguese

Transmutation News Outubro de 2019

Em várias edições da newsletter Notícias de Transmutação, pedi à nossa comunidade global para se juntar e realizar cerimónias de transfiguração para alimentar com amor e luz as águas do mundo. São cerimónias diferentes do trabalho que fazemos a cada lua cheia para criar uma teia humana de luz.

Pedi às pessoas que fizessem uma cerimónia de transfiguração com um copo de água no altar pessoal ou num espaço sagrado e, de seguida, que levassem a água cheia de luz a uma fonte de água local (oceano, rio, nascente, lago, rio, lagoa, entre outros). Dessa forma, as nossas energias coletivas iriam unir-se para enviar uma mensagem de amor, honra e respeito a todas as águas do mundo que, eventualmente, retornariam à sua fonte.

A Terra é um planeta de água e nós somos maioritariamente água. Quando honramos a água dentro e fora de nós, a água reflete-nos sempre a nossa beleza, paixão, amor e luz. Trabalhar com água é uma maneira maravilhosa de enviar mensagens a todos os elementos, pois todos são tocados pela água que abençoamos.

Com todos os desafios ambientais que afetam o planeta neste momento, sinto que é hora de restabelecer esta poderosa cerimónia.

Visitem uma fonte de água local e encham um copo com água ou encham-no com água da vossa casa ou de compra. Coloquem a água no vosso altar ou num local que considerem sagrado na vossa casa ou na natureza.

Façam o vosso trabalho de preparação para porem de lado o ego e a personalidade e para se tornarem num verdadeiro vaso puro e claro para as energias divinas irradiarem através de vocês.

Viajem profundamente para a vossa fonte de luz divina e deixem-na fluir, primeiro, para todo o vosso corpo e depois para as vossas mãos. Deixem essa luz continuar a expandir-se e a crescer dentro de vocês até que todo o vosso espaço sagrado seja preenchido por uma brilhante luz que flui. Sintam, vejam, percecionem como a luz flui para o vaso de água no vosso espaço.

Bebam um pouco dessa água abençoada e sintam o poder de cura a encher o vosso corpo. Depois, tragam a água para uma fonte local. Abram o vosso coração, abram todos os vossos sentidos invisíveis, abram-se à imaginação e, ao experienciarem a água que flui para a fonte local, imaginem-na em comunhão com todas as águas do mundo que coletivamente estamos a alimentar com luz divina e amor incondicional.

É uma forma diferente de criar uma teia humana de luz, mas atua da mesma forma.

Esta é uma maneira poderosa de unirmos os nossos corações para gerar amor incondicional no campo de energia do coletivo e começarmos a mostrar a nossa devoção aos elementos que nos dão vida. Este amor e devoção irão ser-nos devolvidos como é a lei da natureza.

A lua cheia é a 13 de outubro. Continuemos a nossa prática de criar uma teia humana de luz. Podem fazê-lo no mesmo dia em que fazem a cerimónia da água e deixarem a lua cheia acrescentar energia à vossa prática. Se escolherem um dia diferente, por favor assegurem-se que fazem o vosso trabalho para deixarem para trás os vossos pensamentos e ego pesados, para que possam ser um forte vaso de luz. Transfigurem, absorvam a vossa luz divina a nível celular e deixem-na expandir e irradiar uma luz requintada dentro e por toda a Terra.

Não é altura de realizar nenhuma prática espiritual num nível superficial. Coloquem o vosso coração e a vossa alma no processo e vamos transformar as energias das sombras que estão a preencher o nosso campo coletivo. À medida que cada um de nós o faz, a partir de um lugar autêntico e espiritual, podemos transformar as energias atuais. Mas temos de colocar o nosso coração e trabalhar a partir da nossa maior frequência, com total concentração e foco.

Se são novos leitores da Notícias de Transmutação, por favor leiam “Criar uma Teia Humana de Luz” na homepage.