Transmutation News Dezembro de 2012

Como a Transmutation News é enviada antes do início de cada mês, muitos dos meus amigos e estudantes que vivem na costa leste dos Estados Unidos leram a newsletter de Novembro antes do furacão Sandy.

Com o regresso da energia elétrica para os que viveram o Sandy, recebi vários e-mails e cartas a dizer que o que escrevi em Novembro ajudou muitas pessoas a resistirem à tempestade. Recebi inúmeros relatos de como as casas de alguns leitores tinham sido milagrosamente salvas.

Acima de tudo, saber que havia uma comunidade global a enviar-lhes amor e luz foi transformador. Os que vivem na costa leste sentiram-se apoiados pelas informações da Transmutation News de Novembro e pelo nosso círculo virtual.

Há mudanças intensas a acontecerem em todo o mundo. Alguns destes acontecimentos são muito noticiados e outros passam despercebidos aos meios de comunicação. Mas a intensidade das mudanças e da desobstrução energética estão a provocar grandes perdas e mortes.

Espiritualmente, a nossa luz divina é eterna e brilha em cada desafio que nos aparece. A nossa luz divina nunca pode ser perdida. A nossa luz divina não se pode extinguir. E há um poder exponencial de transformação que podemos criar ao escolher brilhar na nossa luz, juntos, como uma comunidade global.

Durante estes tempos de mudança é importante lembrarmo-nos de abraçar toda a vida com amor e luz. E a nossa luz irradia-se para seres vivos e locais que sabemos que estão a enfrentar desafios. A nossa teia de luz é tecida dentro e através desta grande terra! Acreditem. Alimentem a luz! Alimentem o vaso de amor que somos.

Juntamos os nossos corações para abraçar em amor e luz o Médio Oriente nestes tempos turbulentos.

Chegámos à tão antecipada data de Dezembro de 2012. Tanto que tem sido escrito sobre este tempo! E temos a oportunidade de aproveitar juntos a onda de mudanças e desafios.

No mês passado escrevi sobre a necessidade de lamentarmos as perdas pessoais que estamos a viver. Também é altura de fazermos o luto daquilo a que podemos estar a dizer adeus na vida, enquanto coletivo. O tempo em que vivemos exige mudanças que nos conduzem a abraçar uma forma mais saudável de viver, que honra e respeita toda a vida na terra.

Este mês vamos fazer, em conjunto, algum trabalho cerimonial de cura, enquanto comunidade global. Encaro isto como uma limpeza que podemos fazer juntos, enquanto acolhemos o solstício e o Ano Novo.

A cada dia, entre em si e comece a meditar nos estados de sombra da consciência que precisam de ser reconhecidos e libertados. Por exemplo, questões como a traição, desapontamento, medo da perda, ódio, etc.

Pode meditar ou fazer uma viagem xamânica para examinar, observar e conhecer este tipo de questões. Pode permitir à sua sabedoria interior que lhe revele estados de consciência que precisam de ser curados. Pode olhar para aqueles que sente que o traíram ou o desapontaram. Pode observar que há pessoas a quem precisa de perdoar. Também pode haver circunstâncias de vida que ocorreram em que se sentiu traído ou desapontado por uma comunidade ou pela própria vida. Pode haver energias que deixou em locais que precisam de ser limpos e transmutados.

Olhe para onde e para quem dirigiu ódio e raiva. Já traiu alguém com o seu comportamento?

Precisa de perdoar alguém (não se esqueça de se incluir na lista)?

Permita ao seu próprio espírito interior que lhe revele os estados interiores de consciência que precisam de ser examinados, reconhecidos e libertados. É a altura de serem limpos.

A cada dia que faz isto, imagine um caldeirão gigante de luz divina. Este caldeirão está a ser usado pela comunidade global para libertação. À medida que libertamos estes estados interiores que precisam de ser curados, libertamo-los na luz divina que transmuta o seu poder e energia em amor.

Em Novembro, comecei a criar este caldeirão com a ajuda dos meus espíritos auxiliares. Está cheio de bênçãos e luz.

No solstício, vamos todos encontrar-nos nos reinos invisíveis a mexer o caldeirão, criando uma névoa, fluxo, feixes de luz e amor que abraçam toda a vida.

À medida que as diferentes questões e situações se revelam estar curadas, larguemo-las dentro deste caldeirão. Faça isto com honra. Despeça-se do que sente estar preparado para largar e faça o seu trabalho com a intenção de que tudo o que liberta será transformado em amor e luz. Faça isto com a intenção de que o trabalho que faz para si irá criar uma mudança na consciência que ondula através de toda a rede da vida.

Os estados sombra do coletivo na política, religião e negócios estão todos a ficar mais transparentes. A nossa própria sombra pessoal também está a tornar-se mais transparente. Comecemos por curar a nossa sombra interior. O que está dentro é o que está fora. As mudanças que fizermos irão ser refletidas de volta.

Vamos continuar este trabalho, mantendo-nos a tecer uma vibrante teia de luz dentro e à volta da terra na lua cheia de 28 de Dezembro.


Se é a primeira vez que lê a Transmutation News, por favor leia as instruções e, Creating A Human Web of Light na homepage deste site.

Uma mensagem que Isis partilhou comigo recentemente é a de que devemos mudar a nossa consciência interna para um lugar onde sintamos verdadeiro amor pelas nossas vidas. Ela disse que se amarmos verdadeiramente a vida, esta força irá ajudar-nos a mover-nos para fora dos buracos negros das nossas vidas.

Em muitos dos meus livros escrevi sobre a necessidade de sentir paixão e sentido nas nossas vidas. Quando nos aborrecemos e perdemos paixão pela vida, a luz começa a sair dos nossos olhos e da nossa vida. O seu amor pela vida irá sempre iluminar o caminho.

A minha mãe faz 98 anos este mês. Ela sempre me inspirou porque sempre teve um grande amor pela vida. A minha mãe tem enfrentado desafios sem fim na sua vida, mas via-a ultrapassar sempre cada obstáculo precisamente porque sempre manteve um grande amor pela vida. Cada respiração é preciosa para ela. Aprendi muito ao ver como o amor dela pela vida criou um caminho alternativo para cada situação que precisava de ser transformada. A atitude e paixão dela pela vida transformaram tudo o que a vida lhe apresentou. Tem sido uma verdadeira professora para mim nesta área.

Agora, Isis recordou-me que esta atitude é algo que devemos abraçar.

Crie um pequeno altar dentro ou fora de casa ou em algum lugar na natureza. Este altar deve ter pedras, cristais, flores, objetos da natureza, uma vela, uma pequena taça de fragrâncias, fotos, etc. A intenção para este altar é criar um local onde possa honrar o nosso círculo, toda a vida e a terra.

Cada dia passe uns minutos no seu altar a agradecer pela sua vida e dê bençãos que abracem toda a vida.

Como sugestão, pode usar uma forma de decreto que vem da tradição celta, incluindo palavras como:

Que tenha bênçãos de saúde.
Que tenha bênçãos de amor.
Que tenha bênçãos de luz.
Que tenha bênçãos de abundância.
Que tenha bênçãos de paz.

Vamo-nos limpar para acolher o solstício e o Ano Novo. E vamos partilhar as nossas bênçãos que irão abraçar e honrar toda a vida nesta terra, incluindo a nossa terra, a nossa casa.

Vamos agradecer à terra, ar, água e fogo pela nossa vida. À medida que abençoamos os elementos, eles irão abençoar-nos de volta.

Continuamos a ser um vaso de amor e luz que segura a terra e toda a vida nesta altura.

À medida que nos aproximamos do fim do ano, por favor junte-se a mim a agradecer e enviar bênçãos a todas as pessoas maravilhosas que ajudam a partilhar a Transmutation News pelo mundo.

Agradecemos à Sylvia Edwards, a brilhante webmaster de www.sandraingerman.com.

Juntamos os nossos corações e enviamos luz, amor e bênçãos para os nossos tradutores, que traduzem a Transmutation News nos seguintes idiomas:

Katalin Abrudan – húngaro
Lena Anderheim – sueco
Nello Ceccon – italiano
Ines Fermosa – espanhol
Sofia Frazoa – português
Dorota Goczal – polaco
Eleni Eva and Rallou Gromitsari – grego
Annie Idrissi – francês
Miriam Kissova and Jan Lenc – eslovaco
Aurel Mocanu – romeno
Jitka “Jitush” Navratilova – checo
Irina Osechinsky – russo
Eva Ruprechtsberger – alemão
Simin Uysal- turco

Será que transcendemos o 21 de Dezembro? Suspeito que estarei a escrever de novo em Janeiro para desejar um próspero Ano Novo.

Entretanto, bençãos para si, para a sua família e para toda a vida no solstício!!


Copyright Sandra Ingerman 2012
Translation: Sofia Frazoa

Recommended Posts